Bom senso

Publicado em 27 de abril de 2009

Parece confirmado o local escolhido pela prefeitura para a construção do estádio de Marabá, com capacidade para 20 mil torcedores: Km 9 da Transamazônica, sentido Itupiranga.

Se realmente for ali, finalmente, a equipe do Maurino acertou. Não há lugar estrategicamente melhor do que aquele, fora do centro da cidade.

As tentativas iniciais de posicionar a obra entre os bairros de São Félix e Morada Nova, do outro lado do Tocantins, era um risco muito grande.  Acarretaria demandas na estrutura de vias públicas, principalmente ao afunilamento de tráfego de veículos em dias de jogos nas imediações da ponte rodoferroviária. Sem falar de pesados investimentos num bem público destinado a fazer parte de território do futuro município de Morada Nova – mais cedo ou tarde uma realidade em via de tramitação no AL.

A suspensão das obras do estádio na Folha 16, atrás do ginásio Olímpico, determinada no inicio de janeiro tão logo Maurino Magalhães assumiu a prefeitura, foi decisão acertada. O ex-prefeito Sebastião Miranda escolheu, erradamente,  o local -, provavelmente na pressão de dar start, ainda em sua gestão, ao pleito exigido pela maioria da população.  Ali, o  novo estádio já nascia condenado, sem espaço para estacionamento, e expansão de sua capacidade, projetada para apenas 10 mil pessoas.