Bom nome

Publicado em 30 de novembro de 2007

A possibilidade de Miguel Cunha assumir a Delegacia-Geral de Polícia Civil pode ser o caminho mais curto para o governo estancar a crise no setor, provocada pelo caso da menor de Abaetetuba e acúmulo de outras demandas, principalmente no Sul do Pará -, exatamente onde o atual diretor de Polícia do Interior goza de respeito e credibilidade.

Como Marabá até hoje não foi contemplado com cargo de primeiro escalão, a nomeação de Cunha calaria vozes críticas a sustentarem, com ênfase cada vez maior, a tese de que o atual governo, ao contrário do período tucano, jamais colocará alguém da região em cargo de expressão.

Na avaliação de prefeitos e lderanças empresariais, Miguel Cunha tem o perfil do policial moderno, além de ter demonstrado até gora competência e bom senso à frente da função que exerce.