Bola fora

Há indícios de que Maurino Magalhães (PR), candidato a prefeito de Marabá, tenha sido alertado por alguma pesquisa de que a presença de Sebastião Miranda (PTB), nos programas de Rádio e TV, estaria mudando, drasticamente contra o favoritismo dele, o humor do eleitorado marabaense.

Não pode ser outra razão da inusitada decisão do candidato do PR pedir a proibição, à Justiça Eleitoral, da participação do prefeito no horário do TRE, pedindo votos para João Salame (PPS), candidato do prefeito municipal.