Hiroshi Bogéa On line

“Bida” pega 30 anos de prisão pela morte de irmã Dorothy

 

O fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o “Bida”,  foi a juri pela quarta vez, em seis anos.

E, novamente, na madrugada desta sexta-feira, os  jurados da Segunda Vara do Júri de Belém  entenderam que ele encomendou a morte da missionária americana Dorothy Stang, em 2005.

A sentença do juiz Raimundo Moisés Alves Flexa determinou pena de 30 anos de prisão, semelhante ao do último julgamento, em 2010.

“Ela foi morta por conflitos fundiários, covardemente abatida, sem concorrer para o crime. Era uma pessoa de clara generosidade com o seu semelhante. A pena deve ser servir de exemplo”, afirmou o magistrado ao decretar a  sentença.

Bida foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por encomenda mediante promessa de recompensa e morte por meio que dificultou a defesa da vítima.

Foi o quarto julgamento de Bida pelo crime, com três condenações.

Apesar da condenação, o fazendeiro seguirá detido em regime semiaberto , quando o sujeito tem liberdade, mas precisa dormir na cadeia.

 

Post de 

3 Comentários

  1. Betania

    20 de setembro de 2013 - 19:32 - 19:32
    Reply

    Se fosse ladrão de galinha estaria atrás das grades por um longo e penoso período. Pena da (in)justiça brasileira!

  2. apinajé

    20 de setembro de 2013 - 19:19 - 19:19
    Reply

    direito de matar,creio ninguém tem,porém ,aceitar “bovinamente”esses pseudos missionários fomentando a industria da invasão,não dar,não é?
    a justiça,que de tanto furo parece um queijo suíço,é a mesma para os dois lados.
    se a lei só funciona para um dos lados,não é justiça,disso já estamos cansados de saber.
    não acredito que haja santo aqui na terra,se houvesse certamente não seria o sr.Bida e muito menos essa tal irmã Dorothy,só não ver quem não quer,tá cheio de “missionário” americano que nunca passou perto de uma igreja,o interesse é outro.tem índio Ianomami,que não dar nem bom dia em português…o que se diz por lá é,”good morning”e o Brasil(governo)o que faz?
    Nada,não tem moral para expulsar essa raça daqui…não demora, veremos falar em nação Ianomami,sob tutela da ONU,leia-se EUA.
    e nós?estamos jogando para torcida,condenando os Bidas para satisfazer a opinião pública mundial como diria Celso de melo no caso do mensalão,o juiz não pode aceitar a pressão da mídea.
    Em tempos de FECAM,sugiro que se faça um tributo ao Manoel Gato,esse poeta que juntamente com Zequinha,compôs e cantou as coisas da nossa terra,,,na letra de “alerta amazônia”relatam com maestria o que eu tentei fazer nesse meu comentário.
    um grande abraço

  3. Paulo

    20 de setembro de 2013 - 10:38 - 10:38
    Reply

    O nojo e a repulsa contra a marmelada que é a justiça brasileira só aumentam….Quando teremos o prazer de ver um canalha preso de verdade??? Se fosse ladrão de frutas para matar a fome, pegaria prisão real, atrás das grades. Todavia, quem manda assassinar freiras e tem o poder do dinheiro, pode até ser condenado, mas ficará fora da cadeia. O mandante e assassino Bida pegou 30 anos mas poderá curtir a vida fora da cadeia todos os dias…..Uma piada a nossa justiça….

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *