Hiroshi Bogéa On line

Bia não aceita Funtelpa

Deputado João Salame (PPS) e a suplente de senador, Bia Cardoso (PPS), declinaram convite formulado pelo governador Simão Jatene para que a esposa do deputado assumisse a direção da Funtelpa.

Salame usou três justificativas para o “não”:

Primeiro, o deputado desfocaria suas atenções de Marabá, base eleitoral onde ele pretende permanecer mais perto a partir de seu segundo mandato;

Segundo, o cargo de presidente da Fundação de Telecomunicações do Pará obrigaria Bia Cardoso a se afastar da direção do jornal Opinião, editado em Marabá pela família Salame -,  num momento em que novos iunvestimento serão feitos no parque gráfico do informativo;

E, terceiro, João Salame alegou a Jatene questão de  ordem moral.

Na opinião do deputado, seria aético sua mulher presidir um órgão vinculado  a comunicação no período  em que ele está ativamente querendo investir na implantação de veículos de informação (Rádio e TV), de sua propriedade, no Estado.

Diante das explicações de Salame, o governador teria reagido com a seguinte frase:

              – Lamento não ter a Bia na direção da Funtelpa, mas, diante de suas explicações, compreendo perfeitamente as alegações. Saibam que vocês dois cresceram mais ainda em meu conceito, e, em face disso, tenham certeza de que saberei prestigiá-los em meu governo.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *