Belo Monte: mais de 20 mil no olho da rua

 

As obras de Belo Monte empregam cercam de 40 mil pessoas, entre funcionários diretos e indiretos.

A partir de setembro, o consórcio que constrói a hidrelétrica na cidade de Altamira iniciará a desmobilizar acampamentos de trabalhadores, com o fim do pico das obras.

A própria Norte Energia anunciou semana passada que contratou um programa de desmobilização de mão de obra, para gerir as rescisões contratuais.

Num só tempo, é provável haver cerca de 20 mil pessoas sendo demitidas – todos “barrageiros” .

Assustadora leva de gente que ficará perambulando na região em busca de novo emprego.

E como todos são especializados em construir barragens, o futuro daquele contingente é bastante incerto, considerando que as duas hidrelétricas anunciadas para a Amazônica ( São Luiz, em Itaituba -, e Marabá) estão ainda com início contingenciado das obras.