Bela comandante Betânia, da Trip, é vítima de preconceito machista no aeroporto de Confins

Publicado em 23 de maio de 2012

 

 

Há homens machistas incapazes de compreender a extensão da natureza feminina carregada de inteligência, sensibilidade e carinho, nas ações para as quais é responsabilizada.

Diariamente, alguns machos dão exemplo da incompatibilidade que nutrem com  o gênero oposto quando algum fato se refere ao lado profissional e até sentimental da mulher.

Agora mesmo, mais precisamente em Belo Horizonte, um desse bacuraus de calça comprida quis se mostrar o bambambam do pedaço ao berrar dentro de uma aeronave, da  Trip, no aeroporto  Tancredo Neves, em  Confins, que não viajaria com a tripulação formada exclusivamente por mulheres (matéria AQUI)

Sabe quem estava no comando do jato da companhia? A esfuziante  piloto Comandante Betânia, aquela mesmo alvo de um post aqui no blog, tempos atrás, quando o  titular deste espaço fez o trecho Marabá-Belém.

O bacurau, felizmente para a tranquilidade da tripulação, foi retirado do avião por agentes da Polícia Federal.

O poster, apaixonado fã de Betânia, celebra sua competência profissional, dedicando-lhe  um canto de Celso Viáfora como forma de saudar as mulheres de todo o país que colocam suavidade e carinho nos manches das aeronaves, ou trabalhando como aeromoças e comissarárias de bordo.

“Passarinha” é de Celso Viáfora e Ivan Lins – interpretada pelo próprio Viáfora e Seu Jorge.