“Batalhão de Polícia Fluvial”

Publicado em 17 de junho de 2011

 

Já tem gente falando por aí que uma das saídas do governo para diminuir a ação de piratas na Baia do Guajará é colocar grupo de PMs nas embarcações que singram suas águas.

Quem estimula esse tipo de “solucionática” só deve conhecer  os limites do cais da baia, lá pela Estação das Docas ou, no máximo, o Porto do Sal.

Se soubessem o número de barcos de passageiros cruzando os rios da Amazônia, ao largo da baia, certamente parariam de falar bobagens -, e refaziam as contas.

Tirar policiais das ruas para dar segurança a embarcações, é de uma estupidez sem tamanho.

As quadrilhas de piratas estão em Abaetetuba, n´alguns bairros de Belém e encravados em ilhas próximas a capital.

Basta colocar os serviços de inteligência em campo. Não é difícil prendê-los.

Prova disso é a rapidez com que a polícia prendeu, dois dias atrás, integrantes da gang de piratas que assaltou o navio “Soure”,  na Baia do Marajó.