Hiroshi Bogéa On line

“Batalhão de Polícia Fluvial”

 

Já tem gente falando por aí que uma das saídas do governo para diminuir a ação de piratas na Baia do Guajará é colocar grupo de PMs nas embarcações que singram suas águas.

Quem estimula esse tipo de “solucionática” só deve conhecer  os limites do cais da baia, lá pela Estação das Docas ou, no máximo, o Porto do Sal.

Se soubessem o número de barcos de passageiros cruzando os rios da Amazônia, ao largo da baia, certamente parariam de falar bobagens -, e refaziam as contas.

Tirar policiais das ruas para dar segurança a embarcações, é de uma estupidez sem tamanho.

As quadrilhas de piratas estão em Abaetetuba, n´alguns bairros de Belém e encravados em ilhas próximas a capital.

Basta colocar os serviços de inteligência em campo. Não é difícil prendê-los.

Prova disso é a rapidez com que a polícia prendeu, dois dias atrás, integrantes da gang de piratas que assaltou o navio “Soure”,  na Baia do Marajó.

Post de 

2 Comentários

  1. Henrique

    30 de agosto de 2012 - 18:39 - 18:39
    Reply

    O batalhão de polícia fluvial é sim necessário. Pois sua criação não é de uma hora para outra. a Companhia fluvial já existe a dez anos, entretanto, o governo nunca deu o devido valor e investimento. O policiais não sairiam da rua para os rios e sim os que já estão nos rios teriam meios para fazer seu trabalho.

  2. Zaqueu Siva

    17 de junho de 2011 - 21:20 - 21:20
    Reply

    Hiroshy,
    O Governo publicou Pseuda Estatistica, onde os Furtos e Roubos, tiveram um grande aumento. quase trezentos Roubos, são praticados diariamente em Belém. dados assustadores.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *