Hiroshi Bogéa On line

Bandidos detonam caixas e fazem refém em Carajás

 

Passava da meia-noite deste sábado quando uma quadrilha formada por oito bandidos, conforme informação inicial,  detonou, quase simultaneamente, três caixas eletrônicos localizados na Mina de Carajás, próximo a um restaurante usado por  trabalhadores escalados no quarto turno da mineradora Vale.

Os estrondos das explosões dos caixas causaram impacto no grupo de funcionários que trabalhavam em máquinas pesadas, próximos a área de  socialização que a Vale implantou na mina para oferecer maior comodidade aos seus colaboradores, inclusive fixando os caixas eletrônicos.

Na fuga, a quadrilha levou um supervisor de mina como refém, liberado logo em seguida – antes dos assaltantes adentrarem a APA de Carajás (Área de Proteção Ambiental), por onde fugiram.

———–

Atualização às 12:27

Polícia confirma o assalto a cinco postos de atendimento na mina de Carajás, das agências do Banco do Brasil, Bradesco  e Santander. Buscas a quadrilha percorrem os municípios de Parauapebas, Canaã e Curionópolis.

Post de 

2 Comentários

  1. Karla Muaés

    9 de julho de 2011 - 21:51 - 21:51
    Reply

    Chama o CSI MIami!!!! Carissimos, a pergunta que não quer calar é: de onde vem esta dinamite? De onde são esses bandidos? Com certeza , não sao daqui! Como em sampa, os caixas estao com notas marcadas em cor de rosa, eles resolveram procurar regioes ainda desprotregidas. Porisso ataques aumentaram em Santa catarina , Paraná e aqui no Pará. Penso que está na hora do usuário começar a exigir dos banqueiros investimentos em segurança. Recursos tem, porque no governo Lula nunca os banqueiros lucraram tanto. Vamoa mandar mensagens de protesto pro SAC dos Bancos exigindo mais segurança nas agencias , nao so para os funcionarios como tb pra nós clientes. bom fim de semana!

  2. Augusto

    9 de julho de 2011 - 18:22 - 18:22
    Reply

    Do Terra Piauí – O ex-senador Heráclito Fortes (DEM), derrotado nas eleições de 2010, ganhou emprego no Conselho de Administração da Companhia de Saneamento do Estado de Goiás (Saneago). Heráclito Fortes sempre foi afinado politicamente com o governador Marconi Perillo (PSDB-GO). Nos últimos quatro anos, os dois foram colegas de oposição no Senado.

    Informações dão conta de que o ex-deputado Mainha (DEM) estaria também com emprego garantido. Seria na Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A Cemig é controlada pelo governo mineiro, e Mainha teria sido indicado pelo ex-governador de Minas, Aécio Neves do PSDB, que atualmente é senador por MG.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *