Bandido morto recebe homenagens

Publicado em 17 de maio de 2010

Comentário de anônimo denuncia  barbaridade moral: o velório do lendário chefe de pistolagem de Parauapebas, Divino Luiz Antunes – “Divino Boca Quente” – morto  com tiros na cabeça, foi velado no “salão nobre”  da Câmara Municipal da cidade.

Num dos trechos do comentário, anônimo fulmina:

Não há dúvidas de que os critérios utilizados por TODAS as Casa Legislativas para definirem a realização de um Velório em sua sede são muito semelhantes, mas quase cem por cento nobres. Em Parauapebas é diferente. Acredito que a Câmara Municipal de Parauapebas, através de seus “nobres” edis utilizou seus próprios, ou seja: a UNIÃO. Mostrou que A CLASSE DOS BANDIDOS É UNIDA! Nada mais justo que o bandido, assassino, subjugador de oprimidos, escravagista DIVINO BOCA QUENTE fosse velado na casa de trabalho de seus pares. Afinal, as únicas atividade que os “nobres” edis verdadeiramente exercem se assemelham muito àquelas exercidas pelo intempestivamente falecido(já foi tarde). Mais do que ser transparente, como o executivo que não esconde suas falcatruas, o legislativo resolveu AFRONTAR a população. Não estão satisfeitos em apenas SUBJUGAR, ESCRAVIZAR, ROUBAR (através do mensalinho e outras falcatruas) a população de Parauapebas. Acharam pouco e resolveram definitivamente pisar e ofender moralmente o povo. Perderam o respeito total pela pessoa humana. Resolveram agora se divertir TRIPUDIANDO e rindo da cara do povo. Velar um bandido, assassino de trabalhadores e pais de família na Câmara é o cúmulo da estupidez