Hiroshi Bogéa On line

Balsa de buriti desce o Tocantins a partir desta quinta

 

DSC02688

 

A construção da balsa de buriti chegou ao final, às margens do Tocantins, na cidade de Estreito (MA).

Não obstante  dificuldades encontradas para a confecção do meio de transporte, o produto final ficou dentro das características das antigas balsas que trafegavam pelos rios da região (fotos)

A construção do equipamento foi coordenada pelo  Espeleólogo, Bruno Scherer, da Casa da Cultura de Marabá (foto abaixo),  com a participação de três balseiros encontrados no município de Goiatins (TO):  Cleocy, Ireno e Domingos.

DSC02694

 

Nesta quarta-feira, 17, o projeto Balsa de Buriti será lançado, oficialmente, em Carolina, município de onde partiam quase todas as viagens de balsa, com destino a foz do Itacaiúnas.

Carolina é o berço dos primeiros habitantes de Marabá.

De lá vieram, Carlos Leitão, Francisco Coelho, Antonio Maia,  Parsondas de Carvalho (nascido em Riachão, mas morou muito tempo em Carolina),  Anastácio de Queiroz – além de outros personagens.

Há fortes ligações culturais entre as duas cidades.

Na pacata e bela Carolina, até hoje traços nos unem, como uma rua que leva o nome de Marabá, casas onde nasceram alguns personagens que fizeram história em Marabá – entre eles, a residência de Anastácio de Queiroz, até hoje preservada sua estrutura original (foto).

 

Anastácio de Queiroz 2

A solenidade de lançamento do projeto será realizada na sede da Câmara Municipal local, a partir das 9 horas da manhã de quarta-feira, 17, com as presenças do prefeito, vereadores e demais autoridades daquele município maranhense, além da comitiva marabaense.

O prefeito João Salame está fazendo esforço em sua agenda para marcar presença.

Dia 18, quinta-feira, a balsa de buriti deixará o porto de Estreito, à jusante da barragem, seguindo rumo a Marabá.

 

DSC02687

 

DSC02696

Post de 

1 Comentário

  1. Frei Domingos

    15 de abril de 2013 - 21:41 - 21:41
    Reply

    Estou esperando a passagem da BALSA DE BURITI em Imperatriz. Desde 2009 moro e trabalho aqui e compartilho da iniciativa de resgate desse dado histórico-cultural que liga as cidades de Carolina e Marabá. Morei aí por seguidos nove anos e tenho grande carinho por Marabá.
    É meu desejo visitar a balsa aqui e fotografá-la.
    Postarei as fotos no meu facebook: Domingos Marques Morais, no mesmo dia da visita.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *