Hiroshi Bogéa On line

Balsa de buriti chega a Imperatriz

 

Estudantes conduzem pavilhão de Itaguatins até a beira rio.
Estudantes conduzem pavilhão de Itaguatins até a beira rio.

 

Prefeito Regis Alves Melo participou da solenidade de entrega a bandeira  a Noé von Atzingen
Prefeito Regis Alves Melo ( à direita),  participou da solenidade de entrega da bandeira a Noé von Atzingen

 

A balsa de  buriti que reproduz rota usada pelos desbravadores do rio Tocantins, chegou esta tarde em Imperatriz (MA).

Última escala da balsa foi Itaguatins.

Naquela cidade, antes de seu desatracamento, na balsa  foi hasteada a bandeira do município, entregue ao comandante da viagem histórica, Noé von Atzingen, pelo prefeito de Itaguatins-   Regis Alves Melo (PMDB).

O pavilhão foi levado à beira do rio por um grupo de estudantes, representantes de todas as escolas da cidade.

A bandeira de Itaguatins, agora, brilha ao lado de outras bandeiras dos municípios aportados até o presente momento: Carolina, Estreito, Tocantinópolis e, claro, Marabá.

Em todas as cidades por onde passa, e aporta, a balsa recebe o símbolo municipal.

Em Imperatriz, durante toda a segunda-feira, 22, o meio de transporte construído à base de talo de buriti  será palco de visitação pública, zarpando, rumo a Marabá, na manhã de terça-feira.

Próxima parada será Sampaio, município localizado pouco abaixo de Praia Norte (TO).

Quando a barra do dia despontava, balsa deixava Itaguatins, rumo a Imperatriz.
Quando a barra do dia despontava, balsa deixava Itaguatins, rumo a Imperatriz.

 

saida de iyaguatins para imperatriz (8)
Balsa aproxima-se da ponte que liga o Maranhão ao Estado do Tocantins.

 

saida de iyaguatins para imperatriz (6)

 

saida de iyaguatins para imperatriz (4)
De uma perspectiva atrás da balsa: em primeiro plano, a ponte. Ao fundo, Imperatriz, bela e portentosa.

——————–

 Nota do blog (NB):  Fotos são de autoria do craque Helder Messias. Ele acompanha a balsa como repórter fotográfico, e dirigindo imagens para um documentário que a VídeoV irá produzir.

 

———————

Atualização às 14:05 

 

Entardecer em Imperatriz
Entardecer em Imperatriz
Balsa deixa Imperatriz, desfraldando a bandeira do município, junto com as demais bandeiras de municípios visitados.
Balsa deixa Imperatriz, desfraldando a bandeira do município, junto com as demais bandeiras de municípios visitados.

saida de imperatriz

HELDER MESSIAHS 288

 

 Nota do blog (NB):  Fotos são de autoria do craque Helder Messias. Ele acompanha a balsa como repórter fotográfico, e dirigindo imagens para um documentário que a VídeoV irá produzir.

Post de 

6 Comentários

  1. Spring

    24 de abril de 2013 - 14:45 - 14:45
    Reply

    Fotografias excelentes! Parabéns Vídeo V, ansiosa pelo documentário.

  2. Paulinho velha Marabá

    22 de abril de 2013 - 09:36 - 9:36
    Reply

    Jorge Antonio, extraordinária a sua sugestão, pois, a nossa economia era
    baseada exatamente no extrativismo: E, aí amigo, a Castanha do Pará era o carro chefe. Portanto, o simbolismo maior nos momentos áureos de nosso desenvolvimento. Legal, assistir, o BM Plinio, desatracando do porto do Zeca do Nelito bem cedinho soltando aquele buzinasso, rumo á Cidade de Alcobaça (hoje Tucurui), pena, que não teremos mais á nossa frente a temida cachoeira do Capitariquara. Aproveito, este espaço a titulo de sugestão, e lançar a ideia de usarmos o que temos de mais moderno que é internet, e criarmos uma belissima campanha, junto a nossa comunidade, para pagarmos este projeto.Fica, a sugestão e contem comigo!

  3. Paulinho velha Marabá

    22 de abril de 2013 - 09:15 - 9:15
    Reply

    Prá mim, este foi o melhor presente para a Centenária Marabá. Parabéns, ao Noé e sua equipe, ao Pref. João Salame à VideoV, na pessoa do Sr. Hiroshi Bogea, aos Marabaenses da gema, e aos nossos Irmãos de todos
    os rincões do Brasil, que vieram para ajudar a construir esta Cidade. Viva os
    100 anos de Marabá!!!!!!!!!!

  4. Jorge Antony F. Siqueira

    21 de abril de 2013 - 19:35 - 19:35
    Reply

    Senhor Hiroshi, na esteira da construção da balsa para refazer o trajeto que faziam antigos comerciantes balseiros com nossa região, que tal dar a ideia ao Sr. Noé pra tambem refazerem , de barco a motor, a rota de Marabá a Tucuruí e/ou Belém, quando do escoamento de castanha-do-pará ? Acho que o B.M. Plínio, seria talvez o único existente aquí, adequado para a “missão”. Seria tambem bastante interessante, lógico, com a cobertura de uma produtora de vídeos. Que me diz ? 21.04.13, Mba.-PA.

    • Hiroshi Bogéa

      21 de abril de 2013 - 19:42 - 19:42
      Reply

      Boa ideia, Jorge. Vamos ver se a CC tem estrutura para bancar esse projeto. Se o setor privado topar participar mais uma vez, como está apoiando no projeto Balsa Buriti, não seria difícil fazer esse trajeto, de Marabá Tucuruí. Eu faria mais: esticaria o Barco-Motor Plínio até Belém, no Porto do Sal, onde descarregavam a castanha-do-pará.

  5. Dario

    21 de abril de 2013 - 17:41 - 17:41
    Reply

    Ações assim, só saiem do campo das idéias para a prática, quando tem pessoas competentes e comprometidas com o projeto, parabéns a todos e ao fotógrafo que nos brinda com belíssimas fotos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *