Hiroshi Bogéa On line

Bagunça permitida

Eu tenho dito que não aposto um vintém nesse lance de pacificação dos diversos núcleos de manipulação do garimpo de Serra Pelada. Hoje mesmo a imprensa de Marabá publica a disposição de uma União Nacional dos Garimpeiros (sic) interditar as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal – como sempre em Marabá -, contra o acordo firmado em Brasília para o reinicio das atividades minerais naquele famigerado garimpo.
O autor da ameaça? Luiz da Mata, um dos personagens “vip” donos de uma reserva de seguidores que fazem e acontecem no entorno de Serra Pelada. Como deve ter ficado fora do seleto grupo indicado para administrar o dia a dia do garimpo, sua excelência volta a usar a chantagem como instrumento de persuasão, colocando no paredão autoridades omissas, que a tudo assistem sem tomar atitude decente e assegurada pela Constituição.
Por que a população tem de ser penalizada sem direito a adentrar em agencias bancárias, refém do autoritarismo de um magote de arruaceiros? Cadeia nesses caras, e abertura de processo cível e criminal! Uma coisa não tem nada a ver com outra coisa.
Que Luiz da Mata e seus clones de cangaceiros procurem o foro adequado para a solução de pendências da classe, o próprio garimpo de Serra Pelada.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *