Auxilio social aos estudantes: confira calendário de pagamento

O Governo do Pará retoma o pagamento do auxílio social aos estudantes dos ensinos médio, fundamental e técnico da rede estadual.

A informação que partiu do governador Helder Barbalho, foi divulgada na noite desta segunda-feira, 3, na conta do chefe do Executivo estadual no Instagram e demais redes sociais.

O pagamento da bolsa no valor de R$ 100,00 reinicia na próxima quarta-feira, 5, quando começam a ser transferidos os valores para mais de 500 mil alunos inscritos no Programa Reencontro com a Escola.

As bolsas serão pagas nas agências do Banpará.

“Nós retomaremos o pagamento do incentivo para o retorno das aulas presenciais, iniciando no dia 5 de janeiro e pagaremos até o dia 18 de fevereiro. Para evitar aglomerações no Banpará, vamos separar, dia a dia, para que as pessoas possam ser atendidas com a maior celeridade possível, inclusive aos sábados às agências estarão abertas para atender ao nosso alunado. De acordo com o calendário, no dia do seu aniversário, você irá receber o benefício. Lembro que aqueles que não foram ao banco no primeiro chamamento dos R$ 500, haverá repescagem dentro do calendário”, disse o governador.

Na primeira etapa de pagamento, realizada em dezembro passado, o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), pagou, em parcela única de R$ 500, mais de 67.500 mil alunos da 3ª série do ensino médio da rede pública estadual. O Investimento foi superior a R$ 33 milhões.

Mais de 595 mil estudantes regularmente matriculados nas unidades da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), estão sendo favorecidos em todo o Pará. No total, o investimento neste incentivo está orçado em R$ 108 milhões, recursos provenientes do Tesouro Estadual.

O benefício está sendo pago nas agências Banpará. Até o momento, dos 121 mil alunos concluintes do ensino médio, mais de 67 mil já receberam em parcela única o valor de R$ 500. Para cerca de 474 mil que estão matriculados nos demais anos, séries e modalidades de ensino, a quantia disponibilizada será de R$ 100.

Critérios – Algumas documentações são necessárias para que o saque seja autorizado pelo Governo do Estado:

– Declaração de matrícula expedida diretamente no site da Seduc, também para os alunos da Sectet.

– Documento oficial com foto (RG, Carteira de Trabalho ou CNH).

– Comprovante de vacinação contra a Covid-19 (exigido para maiores de 12 anos).

Vale ressaltar que alunos com idade inferior a 18 anos, os pais ou responsáveis devem acrescentar o CPF durante a emissão do certificado de matrícula, para que o pagamento seja liberado