AL debate aplicação de R$ 90 milhões

Publicado em 27 de junho de 2012

 

 

Os deputados estaduais estão reunidos, neste momento, debatendo projeto do Executivo estadual que altera a aplicação de parte do empréstimo de R$ 366 milhões feito pelo governo Ana Júlia Carepa (PT), em 2012, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2010.

O empréstimo fora destinado pelo governo federal aos estados afetados pela crise financeira  mundial.

Agora, o governo Simão Jatene (PSDB) propõe que o saldo de R$ 90 milhões do empréstimo   seja aplicado em outros três projetos, na capital, regiões sudeste e oeste do Pará.

Serão destinados R$ 45 milhões para reforma, reaparelhamento e ampliação de leitos no hospital Abelardo Santos, em Icoaraci.

Os outros R$ 45 milhões serão destinados para a construção de centros de convenções, sendo R$ 20 milhões para um em Marabá e outros R$ 25 milhões para o de Santarém.

Só que o deputado estadual João Salame, neste momento (12:20), acaba de apresentar emenda ao pr0jeto  propondo que o valor de R$ 90 milhões seja dividido em partes iguais. Ou seja, R$ 30 milhões para  obras no hospital Abelardo Santos, em Icoaraci; R$ 30 milhões para o CC  de Santarém; e, R$ 30 milhões para o centro de convenção de Marabá.

O blog acompanha a votação do projeto de lei.

Mais tarde, mais informações.

———————-

Atualização às 12:44

 

Terminou agora a votação da emenda do deputado João Salame (PT)  ao projeto do governo do Estado propondo a readequação do valor de R$ 90 milhões que sobrou do empréstiumo de R$ 366 milhões aprovados ainda no governo Ana Júlia.

Por 15 votos a 10 os deputados estaduais mantiveram a proposta inicial do governo, negando a redistribuição de R$ 15 milhões às obras dos centros de convenção de Marabá e Santarém.

Dois fatos foram bastante comentados no plenário da AL: ausência à votação do deputado Sebastião Miranda (PTB) e o voto contrário do deputado Alexandre Von (PSDB) à reaplicação de mais R$ 5 milhões para as obras do centro de convenção de Santarém.

Os dois deputados são candidatos a prefeito em seus respectivos municípios, Marabá e Santarém.

Se a emenda  fosse aprovada, o centro de convenção de Marabá ganharia mais R$ 10 milhões.

 

Deputados que votaram a vavor da emenda de João salame: o próprio Salame, Edmilson Rodrigues (Psol), Edilson Moura, Milton Zimmer, Bernadete Caten Valdir Ganzer  Airton Faleiro, Carlos Bordalo, Zé Maria (PT);  Chicão (PMDB).

Os deputados contrários à emenda, até agora confirmados pelo blog: Jose Megale, Alexandre Von, Haroldo Martins, Cassio Andrade, Fernando Coimbra,Eduardo Costa, Martinho Carmona., NIlda Lima, Raimundo Santos, Pastor Divino (PRB), Faustino (PR),  Wilton  (PMN), Nélio Aguiar.

Falta o blog checar os nomes de mais dois parlamentares que mantiveram a proposta  original do projeto.