Assassinatos provocam bloqueio da ferrovia da Vale

Publicado em 26 de maio de 2011

 

Antes das 6 da manhã, a fila de carros ainda era pequena antes do acesso à ponte.

 

 

Jovens da Fetraf embelezam o movimento de protesto sobre a ponte

 

 

No bairro de São Félix, na extremidade da rodoferroviária, manifestantes bloqueiam a ponte

 

 

Chico da Cib, coordenador da Fetraf, um dos líderes da manifestação

 

Um protesto contra os assassinatos dos líderes extrativistas José Cláudio e Maria do Espírito Santo unificou ação dos movimentos sociais, em Marabá, provocando o bloqueio da Ferrovia Carajás bem na extremidade da ponte sobre o rio Tocantins.

Interdição da ferrovia da mineradora Vale S.A é patrociada pela Fetraf, Fetagri e MST, como forma de exigir a rápida apuração dos dois crimes e sinalizar para o governo de que a tensão na zona rural está lançada.

A interdição da ferrovia ocorreu às 4h30.

Antes do fechamento da Estrada de Ferro Carajás, exatamemte às 3:15 da madrugada desta quinta-feira, o poster foi acordado pelo Coordenador Regional da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Chico da Cib, através de uma ligação telefônica, que anunciava  o início da caminhada dos manifestantes com destino a ponte rodoferroviária sobre o Tocantins.

O fechamento da EFC  se prolongará até  às 8:30 horas. Posteriormente, os manifestantes se dirigirão até o cemitério da Saudade, no bairro Nova Marabá, para prestarem homenagens ao casal assassinado, horário dos sepultamentos.

——————–

Atualização às  9 horas

 

Os corpos de José Cláudio e Maria do Espírito Santo estãos sendo trasladados, neste momento, para o cemitário da Saudade, onde serão sepultados.

Féretros são seguidos por dezenas de carros, pessoas em bicicletas e motos, algumas a pés – passando agora sobre a ponte rodoferroviária, saindo do bairro São Félix sentido sede do município, do outro lado do Tocantins.

Os manifestantes do MST, Fetraf e Fetagri que estavam desde às 4:30 horas bloqueando a ferrovia, passaram a seguir o cortejo.

A ponte rodoferroviária, dentro de mais alguns minutos estará liberada.

——————-

Atualização às 9:50

Vídeo gravado em máquina fotográfica  mostra lances da interdição da ponte rodoferroviária.
Em primeiro plano, Chico da Cib, coordenador da Fetraf, falando rapidamente sobre as razões do fechamento da via.

Vê-se ainda manifestantes no local do bloqueio, e  uma locomotiva da Vale arrastando, em sentido contrário, 320 vagões do trem que se encontrava parado sobre a ferrovia, temendo algum tipo de ameaça de depredação  – que não ocorreu em nenhum momento.

O tráfego congestionado de veículo numa das extremidades da ponte.