Hiroshi Bogéa On line

Assalto de R$ 120 milhões no Paraguai lembra roubo em Marabá

O modo de agir do assalto ocorrido, ontem, em Cidad Del Leste, no Paraguaia, lembra em  detalhes o roubo praticado na sede da Transegur, em Marabá, quando, na madrugada do dia 5 de 2016, a cidade foi marcada por um assalto inédito na história do município e, talvez, do Pará.

Naquela noite, uma quadrilha fortemente armada, com dezenas de bandidos encapuzados, explodiu a sede da empresa de valores Prosegur, que guarda todo o dinheiro que abastece as agências bancárias de Marabá e região, levando valores até hoje não revelados.

Deixando um rastro de destruição, o modus operandi da quadrilha tem os mesmos traços da atuação criminosa ocorrida no Paraguai.

Atacar sedes de empresas de valores em busca de altas somas de dinheiro, espalhar artefatos para furar pneus de carros da polícia, fechar ruas com carros incendiados e causar pânico ao redor são marcas de assaltos feitos pela facção PCC, no interior de São Paulo, em outras cidades brasileiras e, agora, no exterior.

Assalto em Marabá
Bandidos usaram explosivos parar entrar em empresa de transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai (Foto: Francisco Espinola/Reuters)
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *