Hiroshi Bogéa On line

Histórias fatídicas do Ibope

 

 

O blog reproduz, a seguir, dois artigos assinados pelo diretor da Doxa Comunicação, Dornélio Silva, a rescpeito das “barrigadas” históricas do Ibope.

Publicados  em 2010, depois das eleições estaduais,  artigos demonstram o quanto o instituto de pesquisa mais conhecido do país está superado e com a credibilidade afortunadamente  no balseiro.

 

————————–

 

IBOPE E SUAS HISTÓRIAS

Por Dornelio da Silva

 

Edmilson Rodrigues candidato à reeleição à Prefeitura de Belém passa para o segundo turno com Duciomar Costa, outubro de 2000. No sábado, véspera da eleição, realizamos uma pesquisa.  Às 18hs já estávamos com o resultado: empate técnico entre os dois concorrentes, a vitória de um ou de outro seria com diferença mínima de votos. A decisão ficaria adiada para a boca de urna, o trabalho do dia da eleição. Então, eis que surge o “santo” Ibope publicando uma pesquisa que saiu no jornal da TV a noite, e no jornal O Liberal no dia da eleição.

 

Nesta pesquisa o IBOPE mostrava uma diferença de sete (7) pontos percentuais a favor de Edmilson Rodrigues.  Foi um “Deus nos acuda” nos fronts das duas campanhas: do lado de Edmilson Rodrigues euforia; do lado de Duciomar tristeza, angústia, raiva… No dia da eleição Ibope publica sua pesquisa de boca de urna. Resultado: empate técnico entre os dois candidatos.

 

Perceberam a falcatrua da pesquisa da véspera? Pois então, é impossível haver mudanças estrondosas no voto dos eleitores às vésperas das eleições. A pesquisa séria feita um dia antes do pleito não pode ser tão diferente do resultado das urnas. Edmilson ganhou a eleição de Duciomar com uma diferença de 1,5%, em torno de nove (9) mil votos.

 

IBOPE E SUAS HISTÓRIAS II   

 

Mesmo perdida a eleição, Duciomar, através de seus advogados, entraram na justiça contra o Ibope. O Instituto teve que remeter à Justiça Eleitoral todos os questionários aplicados em campo. Fizemos a auditoria desses questionários. Descobrimos inúmeras falcatruas, a lembrar: questionários com datas bem diferentes, de pesquisas anteriores feitas pelo Ibope em Belém.

Fizemos checagem, ligando para algum respondente perguntando se havia respondido alguma pesquisa do Ibope recentemente. Disse que havia respondido, mas há uns dois meses antes. Isso bastou para concluirmos em nosso parecer que o Ibope “fez” outra pesquisa com os questionários de seu arquivo para chegar ao número publicado. Ao final do processo, veio a sentença: Ibope teve que pagar uma multa de R$ 50.000,00. Um troco pelo que ganhou nessa festa!

 

 

 IBOPE “DELETADO 

 

Por Dornélio da Silva

O “santo” IBOPE não influencia mais em nada! É isso mesmo. Decadente e desacreditado! Sem falar na vergonha nacional, verifiquemos apenas a situação do Pará neste primeiro turno. Na véspera do pleito, expectativas dos números que viriam, as manchetes dos jornais… então surgiram os números da eleição no Pará. Publicaram-se os votos válidos: Jatene 53% e a somatória dos demais candidatos, 47%, diferença de 6 pontos percentuais, o que não daria segundo turno. Portanto, os jornais manchetaram“segundo IBOPE Jatene ganha no primeiro turno”.

Diante do fato, A PESQUISA IBOPE, recebi vários telefones com a seguinte indagação: “tem ou não tem segundo turno?”. Como não acredito mais em Ibope, puxei da gaveta a nossa última pesquisa estadual realizada entre 24 a 28 de setembro, portanto, bem antes da coleta de campo do Ibope que fechou o campo na véspera. Fiz a conta dos votos válidos em que retiramos os brancos/nulos/indecisos, chegamos ao resultado: Jatene 49,7%, os demais candidatos somados, 50,2%, diferença de 0,5% para ter segundo turno.

A partir de então, comecei a responder aos interlocutores: “indefinido, imprevisível” (nunca usei tanto essa palavra como no sábado e domingo), tudo vai depender da competência dos dois blocos partidários no “convencimento” de eleitores no sábado de dia, no sábado a noite, no domingo de madrugada e domingo de manhã. A forma de convencimento são as mais variadas possíveis. E o resultado oficial do primeiro turno: Jatene 48,92%,os demais candidatos somaram 51,08%, diferença de 2,16%. “Acelera Pará”, de fato, nos últimos momentos foi “competente” em acelerar e conseguir os 3 pontos percentuais para garantir o segundo turno. IBOPE está fora! Delete de suas memórias!

Post de 

3 Comentários

  1. anônimo

    13 de setembro de 2012 - 12:08 - 12:08
    Reply

    O Priante nunca desistiu de Belém, ele vem fazendo por nós como deputado e sabe as principais necessidades da gente daqui. Ele tá mais do que pronto pra ser nosso prefeito, e sei que ele pode e ainda vai fazer muito mais por nós. Agora é Priante!

  2. anonimo

    13 de setembro de 2012 - 06:33 - 6:33
    Reply

    Te segura Tião, o bicho vai pegar.

  3. anônimo

    12 de setembro de 2012 - 22:53 - 22:53
    Reply

    Esse tal Montenegro, hoje um sujeito milionário as custas do nosso dinheiro, tem que ser processado pelo MPF, pois, não existe diferenças entre ele e o Marcos Valério do Mensalão! Ibope, hoje e sinónimo de EXTORSÃO e CORRUPÇÃO! Cadê os nossos Senadores e Dep Federais que não tomam uma atitude?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *