Hiroshi Bogéa On line

Às favas, a toga

O Supremo Tribunal Federal (STF) pagou ao presidente da Casa, Gilmar Mendes, R$ 114.205,93 em diárias de viagem nos 13 meses de sua gestão. Isso significa que, passado um mês da metade de seu mandato, Gilmar recebeu praticamente quatro vezes o total acumulado por sua antecessora, a ministra Ellen Gracie, nos 24 meses em que ela dirigiu a corte. Em dois anos, o STF gastou R$ 31.159,90 com despesas de hospedagem, locomoção e alimentação em viagens nacionais e internacionais da ministra. 

Mais aqui.
Post de 

7 Comentários

  1. Goreth Valério da Costa

    30 de maio de 2009 - 11:21 - 11:21
    Reply

    Eu questiono as pessoas que dizem que a solução deste país está na educação.A educação é um processo longo não se educa um sujeito de um dia para o outro.
    Como! Podemos educar nossos jovens se não há muitos bons exemplos para darmos! Como? Se na prática todos os valores (ética, moral, honestidade, etc.) aprendidos na escola estão corrompidos pela sociedade ! Como? Como, se os corruptos e criminosos de colarinho branco deste país só “se dão bem ” e não há punição severa o suficiente para quem tem dinheiro pra pagar bons advogados.E pra acabar com todas as esperanças temos professores mal remunerados , insatisfeitos com as condições de trabalho e que se sentem motivados a trilhar outros caminhos para sua satisfação pessoal.
    Até os traficantes armam esquemas e comandam seus negócios de dentro das penitenciárias.
    Sinceramente acredito ser necessário uma revolução cívil pra acabar com a pouca vergonha neste país.
    Se alguém tiver outra idéia me passe.

  2. Anonymous

    29 de maio de 2009 - 01:35 - 1:35
    Reply

    Gilmar Mendes pode ganhar mais poder nos julgamentos

    De Carolina Brígido em O Globo:

    Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) discutiram nesta quinta-feira uma nova regra para votações empatadas em julgamentos no plenário: dar ao presidente da Corte o direito de votar duas vezes. O assunto foi discutido rapidamente e não chegou a ser votado, porque houve resistência por parte de alguns ministros – especialmente Joaquim Barbosa, que recentemente protagonizou um bate-boca em plenário com o presidente da Casa, ministro Gilmar Mendes.

    Casos como esses raramente acontecem, já que existem 11 ministros. No entanto, se um deles estiver de licença médica por muito tempo, ou se um deles declarar-se impedido de votar, a situação pode vir à tona. Barbosa sugeriu que o texto da nova regra fosse claro no sentido de dar voto duplo ao presidente apenas como uma exceção, para não virar praxe na Corte.

  3. Hiroshi Bogéa

    29 de maio de 2009 - 00:40 - 0:40
    Reply

    10:25 AM, a coluna continua circulando normalmente, as terças e sextas.

    http://www.diariodopara.com.br

    Ao abrir o portal do DIÁRIO, acesso o jornal digital. Vá abrindo páginas até chegar na minha coluna.

    Um abraço.

  4. Anonymous

    28 de maio de 2009 - 18:04 - 18:04
    Reply

    HIROSHI OLHA ESSA INFORMAÇÃO EXTRAIDA DO SITE CONJUR (CONSULTOR JURIDÍCO).

    O PARÁ, É CLARO NÃO PODERIA FICAR DE FORA.

    PF tenta prender acusados de crimes pela internetA Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (28/5), uma operação para tentar prender uma quadrilha especializada em clonagem de cheques, de cartões de crédito e de desvio de dinheiro de contas bancárias pela internet. A operação foi batizada de Trilha.

    Foram mobilizados 691 policiais federais para cumprir 120 mandados de prisão preventiva, 19 mandados de prisão temporária e 136 mandados de busca e apreensão em 12 estados e no Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pela 12ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal. Um dos acusados foi preso nos Estados Unidos.

    “As investigações, iniciadas há cerca de um ano, revelaram que integrantes da quadrilha utilizavam programas para capturar senhas bancárias de correntistas de vários bancos. Estes programas eram disseminados por meio de mensagens eletrônicas falsas. Em outra modalidade, a quadrilha instalava câmeras nos terminais bancários para filmar a senha dos correntistas, ao mesmo tempo em que outro dispositivo clonava os dados do cartão”, explica a PF.

    Segundo os federais, “de posse dos dados bancários, os criminosos realizavam transferências de valores para contas de “laranjas”, compravam produtos pela internet e realizavam pagamentos de boletos bancários”.

    Os presos devem ser indiciados pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado mediante fraude, tentativa de furto e estelionato. A operação acontece nos seguintes estados: Maranhão (São Luis), Minas Gerais (Belo Horizonte, Araguari e Tupaciguara), Mato Grosso (Várzea Grande), Mato Grosso do Sul (Campo Grande), Pará (Redenção e Canaã dos Carajás), Paraná (Londrina), Rio de Janeiro (Volta Redonda), Santa Catarina (Camboriú), Rondônia (Paraíso e Ouro Preto do Oeste), São Paulo (São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto e Araras), Tocantins (Araguaína e Augustinópolis) e Goiás (Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Caldas Novas, Trindade, Senador Canedo, Goianira e Itaberaí). Com informações da Assessoria de Imprensa da PF.

  5. Anonymous

    28 de maio de 2009 - 13:25 - 13:25
    Reply

    Ei, camarada, sou da terrinha mas estou em Brasilia, e quero saber se tu não tens mais a coluna n’O diário às quintas.
    Abs,

  6. Anonymous

    28 de maio de 2009 - 03:03 - 3:03
    Reply

    Caro Hiroshi, Gilmar Mendes é o que tem de mais vergonhoso no STF, mas mascara dele cada dia tá caindo.

  7. Anonymous

    28 de maio de 2009 - 02:22 - 2:22
    Reply

    Desculpe, mas todo Ditador, togado ou não, todo corrupto, mafioso, bossal, mau carater,gasta de forma leviana o que não é seu.
    Esse apadrinhado do FHC tem todas essas qualidades, é uma pena que o Brasil não passe logo por um processo revolucionário.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *