Arquitetura do roubo

Publicado em 20 de maio de 2007

O todo-poderoso Zuleido Soares, dono da agora conhecida Construtora Gautama, esteve pelo menos três vezes em Belém durante o mês de março. Permaneceu na cidade um dia inteiro na primeira viagem, enquanto nas duas outras chegou no inicio da noite e viajou na manha seguinte, hospedado na casa de um político com mandato. A fonte é incisiva em afirmar que o cabeça do esquema de corrupção descoberto pela PF na cauda da Operação Navalha, em solo belemita, recebeu detalhada informação das obras do PAC anunciadas para o Pará. É bem provável que a Polícia Federal tenha monitorado todos os passos de Zuleido em Belém, bem como seus contatos com o deputado federal anfitrião.