Aqui tem Alcinéa

Publicado em 27 de julho de 2007

A barbárie humana não pára de fazer estragos. A destemida jornalista Alcinéa Cavalcante nos conta que no gostoso estado do Amapá, em seis meses, 16 pessoas portadores de HIV morreram por falta de medicamentos específicos. Livre das amarras das relações incestuosas do governo com a mídia estadual, Alcinéa continua de prontidão. Melhor ainda: batendo de frente com Sarney. Sempre livre!

——-

Bom lembrar que se esse escândalo ocorresse numa capital um pouco maior, as grandes redes de TV estariam transmitindo ao vivo do local mais um capítulo de tragédia brasileira alimentada pelos ladrões de plantão.