Hiroshi Bogéa On line

Aprovada Urgência Plebiscito novos Estados

A Câmara Federal acaba de aprovar requerimento da Urgência para o Projeto de Decreto Legislativo que convoca os habitantes do Pará para plebiscito sobre a criação do Estado de  Tapajós.

Resultado foi o seguinte:

Sim –            265
Não –             51
Abstenção –   13

Total –         329 votos

Deputados debatem agora o requerimento da Urgência para o Estado de Carajás.

——————-

Atualização às 21:47

Aprovado, também, o requerimento da Urgência para a votação do plebiscito sobre o Estado de Carajás.

Resultado:

Sim –          261

Não –           53
Abstenção – 14
Total –        328 votos

Nota Blog: para a votação do Projeto de Decreto Legislativo instituindo o plebiscito, ainda haverá obstáculo dos mais desafiadores: a votação do mérito da matéria.

Portanto, uma longa estrada a percorrer, ainda, até a aprovação do plesbiscito.

Post de 

22 Comentários

  1. Samir

    22 de abril de 2010 - 17:44 - 17:44
    Reply

    Pelo visto muitos não sabem nem da metade da historia, a criação do estado de Carajás não é de hoje como muitos pensam, é fato que muitos políticos usam como um trunfo em ano eleitoral… Sou paraense gosto de açaí e tacacá e mesmo assim quero o estado de Carajás!!! falar é fácil mais fácil ainda quando se é anônimo hehehe

  2. Anonymous

    17 de abril de 2010 - 19:44 - 19:44
    Reply

    Anônimo disse…
    Justamente, então esse "pedaçõ" do Pará não vai fazer falta para vocês

    respondendo:

    Realmente, pra mim, nunca fez!
    Todo mundo sabe que Belém quer apenas os impostos daí e só!
    Esse é o unico motivo, por isso não vai entregar fácil, só isso!

    O resto pode ficar, se separar cai a arrecadação do Pará, mas como diminui a dimensão um compensa o outro!

    Que façam bom proveito dessa terra de ninguém!!

    Ora, vamos ser claros:
    O que é que tem de bom em Morar no sul do Pará?
    Emprego? Ora sou muito bem empregado!
    Natureza? hum…???

    Quem é maluco de sair de uma capital litorânea e morar em Marabá se não for só pra fazer um pé de meia?

    A melhor fase vai ser a implantação da siderúrgica, depois as coisas vão se limitar a funcionários da Vale(todos de fora) a peãozada (alguns daí) e os mamadores (empreiteras)!

    E tucumã?
    Nossa o gosto da fruta já é horrível, imagina o lugar!

    Fala sério! Um lugar que não tem nada pra fazer, aonde ir trabalhar pra lá é apenas um remédio amargo que jovens tem de tomar pra melhorar de vida, já pensando seriamente em voltar pra terra natal, não é boa coisa!
    Isso é uma tortura!É desumano!!
    Francamente, vc's não acham isso??

    Soube que o pessoal que chega aí já desce do avião de costas, pra não perder tempo quando voltar!
    Trabalhei em marabá por dois anos, isso há muito tempo, e é um lugarzinho muito ruim!

    Sem identidade, sem valores, com uma população paupérrima, violenta e esquecida!

    Concordo plenamente quando o anônimo disse que não gosta de açai, tecnobrega e tacacá!

    Do mesmo modo, muitos Belemenses não gostam de Guariroba (amargo pra burro, ja basta Marabá), Chimarrão (Altamente brochante)e Corno-Music (batidão e sertanejo)
    Ninguém merece isso! Parabéns ao comentarista Anônimo que postou isso!
    Se Deus quizer nunca mais volto aí! Só se for pra ganhar uma grana e gastar em Salinas!
    Aliás, muita gente de Belém vai pra marabá ganhar dinheiro.
    Afinal mão de obra especializada não tem por aí, e eu conheço no mínimo uns 30 engenheiros e geólogos só esperando o sinal verde!
    realmente vai ser muito boa essa separação! ganha-se dinheiro aí e gasta-se em Belém!
    E a parte ambiental?
    Nossa!! Só de saber que o Pará vai sair do ranking dos desmatadores é bom demais!!

    Espero que o sono de vc's (e meu) se concretize!

    Carajás já!! Antes que o Pará acabe!!

  3. Anonymous

    17 de abril de 2010 - 17:38 - 17:38
    Reply

    Justamente, então esse "pedaçõ" do Pará não vai fazer falta para vocês.

  4. Anonymous

    17 de abril de 2010 - 02:18 - 2:18
    Reply

    Agora é a vez dos Goianos, Paulistas, Mineiros,etc, que tratam o Pará melhor que os Belenenses que só conhecem Belém e Salinas.

    respondendo….

    Lógico Que conhecemos Salinas, por sinal tá cheio de "marabalense"!

    Agora me diz, O que é que eu vou fazer em Marabála??

    Morar? Tá louco?? depois de estar no litoral, vou me embrenhar no meio do cerrado, cheira merda de boi??
    Fala sério!!

    Além disso, estás mentindo. Pois, nós também conhecemos Marudá, Algodoal, Vigia, São Caetano e um monte de lugar beleza!!

  5. Anonymous

    17 de abril de 2010 - 02:11 - 2:11
    Reply

    Anônimo disse…
    Nao gosto de Acai,nao tomo Tacaca,nao torco para Remo ou Paisandu nem gosto de tecno brega.
    CARAJÁS JÁ.

    resposta:

    Oh! meu Deus!!!

    Ele não gosta de açai , nem de tacacá, nem de tecnobrega!!

    E agora!! O que será do Pará??

    Hehehe!!.

    Que comentário mais construtivo!!..kakak!!

    Parabéns!! vc está tornando esse debate riquíssimo!

    Tua mãe e teu pai devem estar orgulhosos!!

    Menino do buchão criado com vó!

    heheheh!!!

  6. Anonymous

    16 de abril de 2010 - 13:50 - 13:50
    Reply

    Agora é a vez dos Goianos, Paulistas, Mineiros,etc, que tratam o Pará melhor que os Belenenses que só conhecem Belém e Salinas.

  7. Anonymous

    16 de abril de 2010 - 01:05 - 1:05
    Reply

    Nao gosto de Acai,nao tomo Tacaca,nao torco para Remo ou Paisandu nem gosto de tecno brega.
    CARAJÁS JÁ.

  8. Hiroshi Bogéa

    15 de abril de 2010 - 19:57 - 19:57
    Reply

    13:49, há controvérsias.

    Os defensores da divisão territorial sustentam haver jurisprudência no STF de que o plebiscito deve ser realizado somente na área interessanda, o que deixa de ser consulta democrática. Os contrários dizem que os habitantes do Pará devem ser ouvidos. Isso ainda vai render. É briga a posteriori da aprovação da autorização plebiscitária.

  9. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 19:00 - 19:00
    Reply

    Outra coisa: tem que haver um debate entre pessoas inteligentes, não do tipo desse comentário de 11:56.

  10. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 18:33 - 18:33
    Reply

    Nós que moramos e trabalhamos na região sul e sudeste do(por enquanto)Pará,não sabemos dessa "atenção" (??) que Ana Júlia vem dando p/a região. Muita conversa,tudo bem;estrada que é bom,segurança pública que é bom, nada! E por aí vai…

  11. Alberto Lima

    15 de abril de 2010 - 17:03 - 17:03
    Reply

    Anônimo disse…
    Pois é sangue cabano significa lutar pela independência do Estado, não é? Acho que esse aí de cima não conhece nem a sua própria história. Os carajaenses são os cabanos de hoje!

    15 de abril de 2010 11:56

    Bem verdade!!!

    Sangue cabano é exatamente isso!
    Lutar pelos seus ideais, coisas que Belém nunca fez!

    Sou de Belém, mas não tampo o sol com a peneira!!

    Essas obras que o governo está fazendo deveriam ser feitas há muito tempo!! Não fizeram?? Agora aguenta!!!

    Se o plesbiscito criar novos estados bom pras regiões, assim alguém vai ter de se mexer e não só esperar esmolas do governo federal!

    Se não dividir, espero que o estado se una e acorde pro desesperos dos que realmente precisam, e não são poucos!

    VIVA O ESTADO DO PARÁ!!!…QUE VAI APRENDER A SER GRANDE!!… MESMO QUE SEJA A FORÇA E DIVIDIDO!!!!

    ALÔ ALÔ CARAJÁS E TAPAJÓS!!…ARRANJEM UMAS VAGUINHAS PRAS "ANAS JÚLIAS", "JATENES", "ALMIRES GABRIÉIS", "DUCIOMARES" E "JADERES"!!

    POR BELÉM ESSAS TROÇOS JÁ CHEGAM!!!

  12. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 16:56 - 16:56
    Reply

    Quaradouro, queres também ser Governador ou o Vice? Te manca bicho, os verdadeiros paraenses NUNCA vâo deixar que se cometa um estupro desta natureza contra o nosso Pará. Este Giovani, que graças a Deus não é paraense (desconfio que nem tu também és), vai se estrebuchar de raiva, porque , se houver plebiscito, é claro que não vai ser criado nemhum novo Estado, pois nós não vamos deixar.

  13. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 16:49 - 16:49
    Reply

    Bogea, me tira uma dúvida. É o Pará inteiro que vai votar ou é somente os habitantes dos municípios interessados?

  14. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 14:56 - 14:56
    Reply

    Pois é sangue cabano significa lutar pela independência do Estado, não é? Acho que esse aí de cima não conhece nem a sua própria história. Os carajaenses são os cabanos de hoje!

  15. Quaradouro

    15 de abril de 2010 - 13:40 - 13:40
    Reply

    Aí, pro das 00:35:
    Não é só o fim da picada não, bicho. É o fim também dessa relação escrota de casa grande e senzala que o Pará mantém com a gente. ehehehehehe
    Uni dune tê o sorvete vai colorê eheheheh

  16. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 13:23 - 13:23
    Reply

    Hoje que a governadora Ana Júlia dá atenção especial ao Estado como um todo, principalmente ao Sul do Pará e ao Tapajós, soa como trairagem o movimento pelo retalhamento do Estado. Os tucanos passaram 12 anos dilapidando o Estado, enchendo os bolsos, principalmente do filho do Almir Gabriel; enquanto o Jatene passava o tempo pescando, o Pará era depenado como pato no Círio e ninguém aí de Marabá ou de Santarém falava nada. Agora que existe um governo sério, que dá atenção a todos, vem um monte de políticos oportunistas, apoiados por pessoas que vieram de outros estados querendo dar o golpe.
    Assim é demais. Respeitem o nosso passado, temos sangue cabano e não aceitaremos a divisão.

  17. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 13:03 - 13:03
    Reply

    Mas não vale trapaça. Todos os paraenses têm que votar. Não basta só os goianos, ex-goianos, tocantinenses, maranhenses, matogrossenses, e outros enses que existem por aí. Tem que ser jogo limpo, com estudo técnico de viabilidade econômica e tal.

  18. Alberto Lima

    15 de abril de 2010 - 11:43 - 11:43
    Reply

    Não entendo porque tanta resistência ao plesbiscito!!!

    Ele tem que ser feito sim!

    Pro bem ou pro mal!

    Alberto Lima
    Belém

  19. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 03:35 - 3:35
    Reply

    É O FIM DA PICADA.

    AGORA É ARREGAÇAR AS MANFAS E DIZER NÃO A SEPARAÇÃO!!!!!!!!

  20. ...

    15 de abril de 2010 - 03:01 - 3:01
    Reply

    Boa noite!

    Faco minhas as palavras do amigo ai de cima…
    ESTADO DE CARAJAS JA.

  21. Anonymous

    15 de abril de 2010 - 02:01 - 2:01
    Reply

    Caro Hiroshi Bogéa,

    Quero parabenizá-lo pela notícia em primeira mão. Como sempre seu blog saiu na frente.

    Como marabaense começo a vislumbrar um novo tempo pra nossa Marabá com a criação do Estado de Carajás.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *