Hiroshi Bogéa On line

Aprendendo a jogar

Intitulada “Nem sempre quem joga melhor vence o jogo”, nota conjunta assinada pelo Governo do Estado e Prefeitura de Belém oficializa a reação das autoridades a respeito da  exclusão de Belém da relação  das cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. 



O município de Belém e o Estado do Pará recebem a exclusão de Belém entre as cidades sedes da Copa 2014 com tristeza. Tudo que o Governo do Estado do Pará e a Prefeitura de Belém  poderiam fazer foi feito. Nosso projeto para receber a Copa 2014 foi considerado por especialistas o terceiro melhor entre as dezessete cidades candidatas. Estivemos presentes nas etapas de seleção e cumprimos todas as exigências impostas pela Fifa .

Belém está estruturada para sediar mega eventos. Sua localização geográfica facilita o acesso através de todos os meios de transporte. O Círio de Nazaré, anualmente, reúne mais de 1 milhão de pessoas. Só em 2009 a cidade recebeu mais de 100 mil pessoas de todas as partes do mundo, no Fórum Social Mundial; e o GP de Atletismo, que anualmente traz  para Belém os melhores atletas do mundo, arrasta milhares de expectadores ao nosso Estádio Olímpico .

Ao deixar Belém de fora, a Fifa não levou  em consideração os critérios técnicos, a tradição e a paixão do povo paraense pelo futebol, que gera uma das mais elevadas rendas nos jogos do campeonato brasileiro. Temos um dos melhores estádios do País, que precisa de apenas 25% de obras de adaptação para cumprir os critérios técnicos dos organizadores do evento. 

A grande surpresa para nós é que a chamada “Copa do Meio Ambiente” inclui apenas uma cidade da região que representa mais da metade do território brasileiro. Enquanto o  Nordeste ficou com quatro cidades; o Sudeste três, o Centro Oeste e Sul do Brasil, com duas cada.  Mas nem sempre o time que joga melhor vence o jogo.  Quem perde com isso é o mundo, que não terá oportunidade de conhecer uma das mais belas e acolhedoras cidades do Brasil.

Já a população de Belém vai continuar ganhando com as obras iniciadas e planejadas na Região Metropolitana, que serão mantidas e executadas: duplicação da rodovia Transmangueirão; a ampliação da avenida Independência; a recuperação da rodovia Arthur Bernardes, da Perimetral; elevado da avenida Júlio César; Portal da Amazônia, Binário da Senador Lemos/Pedro Álvares Cabral ; ampliação da avenida João Paulo II; e Pórtico Metrópole.

Nós, o Governo do Pará e o Município de Belém, cumprimos todos os critérios e exigências técnicas para trazer a Copa a Belém. E até nos antecipamos com o estudo de pré-viabilidade de gestão do Estádio Mangueirão.  Portanto, a exclusão de Belém, foi uma INJUSTIÇA com o povo paraense. Mas nós vamos continuar torcendo pelo Brasil e trabalhando pelo Desenvolvimento de Belém e do Estado do Pará. 

Governo do Estado do Pará

Prefeitura Municipal de Belém

Post de 

4 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    7 de junho de 2009 - 16:29 - 16:29
    Reply

    Comitê em Defesa da Honra e da Vergonha dos Paraenses, deixa eu fora desse protesto, maninho!! Se tu soubesse o quanto eu amo uma Coca Zero!!!! Uau!!! Num tem sede de Copa do Mundo que me faça deixar de tomá-la. Inda mais quando assisto jogos do Flamengo e quando vou me deitar…. Affff!

  2. Anonymous

    7 de junho de 2009 - 12:33 - 12:33
    Reply

    R e p a s s a n d o.

    Aos Paraenses.

    Todos nós sabemos da incompetência dos nossos políticos.

    Eles maltratam o Pará há décadas, buscando apenas benefícios próprios.

    Mas desta vez foram longe demais.

    Foi uma derrota humilhante que Belém do Pará sofreu pra Manaus na escolha das subsedes da Copa 2014.

    Manaus não tem estádio, comunicações, infraestrutura e nem tradição de futebol.
    No entanto, venceu a disputa.

    Há muito que a FIFA deixou de ser uma entidade técnica e respeitada para ser uma entidade suspeita, que faz acordos e conchavos políticos de ocasião.

    Desta vez, não foi diferente.

    Repudiemos a incompetência do governo do Estado e da prefeitura de Belém.

    Mas repudiemos, sobretudo, todos nós paraenses, a COCA COLA.

    A COCA COLA é patrocinadora oficial da FIFA, portanto, dá as cartas na entidade.

    Essa empresa multinacional que muito fatura à custa do Pará foi a responsável por comandar o lobby para a escolha de Manaus como subsede da Copa.

    É lá que a Coca Cola tem uma das suas maiores fábricas no mundo, embora seja em Belém e no Pará que fature alto com o consumo de suas bebidas.

    Basta!

    Mandemos a COCA COLA pra PUTA QUE O PARIU.

    Essa empresa traiu o PARÁ.

    A Coca Cola já sabia o resultado com antecipação, tanto que bancou para Manaus um mega show do Jota Quest na vigília do anúncio do resultado.

    Bebamos qualquer outra coisa, menos Coca Cola.

    Vamos dar um basta pra esses governos de Anas e Dudus, a dupla incompetente que comanda esse infeliz estado e essa infeliz cidade.

    Mas vamos, sobretudo, dar um BASTA à COCA COLA, a empresa que traiu o Pará.
    Comece hoje mesmo a boicotar os produtos dessa empresa.

    Atenciosamente,

    Comitê em Defesa da Honra e da Vergonha dos Paraenses.

  3. Anonymous

    2 de junho de 2009 - 10:23 - 10:23
    Reply

    Nem looby eles sabem fazer. Francamente, bancar despesas da familia de um membro da FIFA? se for verdade, o que duvido ( não pelo desgoverno, mas pela FIFA) é a prova da imcomPTencia deles.

  4. Anonymous

    1 de junho de 2009 - 21:47 - 21:47
    Reply

    Quanta incompetência, é um govêrno sem credibilidade nenhuma, cadê o padrinho LULA, ele n tá nem aih , ele sabe q a taca vai ser feia em 2010. Vcs sabiam q a Paratur bancou à vinda de uma família de um integrante da FIFA para conhecer Belém e ela foi assaltada do aeroporto para o hotel, foi um desastre eles passaram (3) dias traumatizados até irem embora, está no blog do Barata.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *