Ao que interessa

Publicado em 28 de setembro de 2007

Recente pesquisa divulgada pelo Sindiferpa (Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Estado do Pará) dando conta de que 80% da população vê o pólo siderúrgico de Carajás como fomentador do crescimento econômico da região será questionada, também através de intensa divulgação, por entidades não-governamentais que tiveram acesso aos números da consulta.
O sindicato será colocado no olho do furacão para explicar o direcionamento das perguntas dos formulários da pesquisa, realizada no período de 22 a 24 de julho, em Marabá, sem se preocupar em medir a temperatura popular a respeito das questões ambientais.
O povo entende, sim, o setor guseiro como fomentador de desenvolvimento, mas o enxerga mais ainda como devastador, exigindo também pesados investimentos na recuperação de florestas e no plantio de árvores.
Devastadora, a pesquisa… das Ongs.
Por toda a semana, o blog estará preparando matérias sobre o que não foi feito pelo Sindiferpa, apesar dos compromissos assumidos em documentos-, e o que foi feito, apenas para engabelar trouxas.