"Anjo" Gabriel

Publicado em 11 de janeiro de 2010

                       

“Eu quero fazer nascer, no Pará, a percepção de que existem outros fatores em jogo, que não apenas o bem e o mal”.

Adivinhem de quem é a afirmativa.

Se já leram no Perereca da Vizinha, então acertaram: Almir Gabriel!

Mais hipocrisia,  não pode haver.

Porque foi exatamente no período político gabrieliano, estigmatizadas as bandas do bem e do mal.

Só havia um político do bem, nos oito anos de sisudez: Almir Gabriel.

Jader Barbalho, para ele, era o que “havia de pior na política do Estado” – quantas vezes ele não soltou essa frase!

Outra revelação renovada de Almir:

Não estou propondo uma aliança comigo, mas, com uma idéia nova. E o Jader é bastante inteligente para saber quando uma idéia nova vale à pena. Eu ainda acredito no vereador Jader, em quem votei.

Deve ter votado também em Jader, pra governador, quando este perdeu a eleição pra ele!

A agora metamorfose ambulante falou isso p´ras jornalistas Rita Soares e Ana Pinheiro.

E mais:

1- Suspeita de que desde à época em que era governador, Jatene já mantinha ligações perigosas com a Vale.

2- Revela sua descrença da construção da siderúrgica Alpa, em Marabá. Acha que, aos 45 minutos do segundo tempo, a mineradora recua e deixa os paraenses, de novo, na mão.

A segunda parte da entrevista do ex-governador já está postada .

Leia aqui.