Hiroshi Bogéa On line

Ana agradece

Quero agradecer ao povo do Pará pela votação expressiva de 1.477.609 votos e parabenizo o governador Simão Jatene, o novo governador eleito. E estou feliz, muito feliz com a eleição da Dilma presidenta! Vou levar meu abraço pessoalmente à presidenta eleita do Brasil!

Aqui no Pará, perdemos uma batalha eleitoral, mas não a guerra. Eu me sinto uma vitoriosa pela guerra travada para implantar um novo modelo de desenvolvimento que, ao mesmo tempo, faz crescer o Estado e distribui renda, dá oportunidades ao povo. A história vai mostrar que as mudanças estruturais que fizemos são pra sempre na vida das pessoas. Mudanças ousadas que outros não fizeram. O governador vai receber de bandeja as transformações profundas que fizemos.

Esse novo modelo de desenvolvimento inclui a industrialização das riquezas naturais do Pará e estão aí os resultados: a siderúrgica em Marabá; a fábrica de MDF em Paragominas; o Bolsa Trabalho e o navega Pará, programas de inclusão social. Fui buscar a siderúrgica que tava perdida pro Maranhão e tirei do papel o Ação Metrópole que vai viabilizar o Bilhete Único e a melhoria no trânsito e na vida das pessoas.

Como disse ontem à noite em coletiva à imprensa, hoje o Pará está mil vezes melhor do que quando aqui cheguei, no início de 2007. A partir de janeiro de 2011, liderarei a oposição para acompanhar e lutar para que programas sociais como Bolsa Trabalho, Navega Pará, Ação Metrópole tenham continuidade, porque a mudança não se processa do dia pra noite e exige vigilância permanente. É o que farei.

Meu muito obrigada a cada militante desta campanha; a cada companheira e companheiro; aos partidos aliados, aos simpatizantes; a cada família que me recebeu com tanto carinho em todo o Pará. Vou guardar para sempre as manifestações de apreço e de generosidade do nosso povo no lado esquerdo do peito.

Vamos em frente. A luta continua!

NB – A mensagem de agradecimento é da governadora Ana Júlia  aos eleitores do Pará e à militância de sua candidatura derrotada ao governo do Estado.

Post de 

5 Comentários

  1. Anonymous

    4 de novembro de 2010 - 01:00 - 1:00
    Reply

    É caro Hiroshi.
    Será que realmente vai poder fazer autocrítica no atual governo? Muita coisa ocorrer a solta, permitiram que um cidadão preguiçosa, arrogante e sem humor retorne ao poder no Estado. Penso que seria de bom tom, não achar culpados, mas onde foi o erro e repensar o novo modo de governar e preparar retorno em 2014.
    Até….

  2. Anonymous

    3 de novembro de 2010 - 23:43 - 23:43
    Reply

    Anônimo disse, que a cidade de Marabá tem um estranho eleitorado, e que o povo não sabe votar. Enfatiza ainda, que a governadora Ana Júlia deveria sofrer uma derrota "acachapante", em vez de vencer nos dois turnos. Discordo. Primeiro, porque não existe eleitorado estranho, o que existe é a expressão de insatisfação, indignação e aprovação a qualquer pessoa ou governo no processo eleitoral. Nesse sentido, o eleitorado de Marabá, majoritariamente fez opção por um projeto que o tem buscado o desenvolvimento, não só de Marabá mas da região e futuro Estado de Carajás. Por isso, sabe votar sim. E, segundo, seria muita ingratidão o povo de Marabá negar o seu apoio a governadora, principalmente pela implantação da ALPA.
    Em relação ao apoio do Asdrubal e Tião ao Jatene, não promovendo virada, só prova que ambos se promoveram pelas mãos da governadora e seu governo. Que ponham as barbas de molho.
    Por acaso, anônimo sabe mim dizer onde esteve o Simão nos últimos quase 4 anos? Não precisa responder. Agora cabe aos tucanos/demo, fazer melhor e bastante diferente do que faziam, num passado bem recente. E ao eleitor novamente avaliar.
    É assim que se exerce a democracia. Alternância de poder também faz parte do jogo.
    Abçs…..

  3. Francisco

    3 de novembro de 2010 - 11:38 - 11:38
    Reply

    PERFUME POLITICO DO PATRÃO.
    O eleitor da classe pobre que mora pelo interior de São Paulo tem que aprender a escolher.Quando vamos comprar um perfume,escolhemos aquele que mais nos agrada,sem a intromissão de ninguém.Ao contrário,quando chega a eleição essa gente pobre e assalariada perde o raciocínio e aceita o 'perfume político' imposto pelo patrão rico.Nessa hora o trabalhador perde a noção do que está fazendo de ruim prá si próprio.O interesse de classe social se sobrepõe perante a necessidade do povão.Quando o povão vai perceber é tarde demais!
    Outro tipo de eleitor do Serra.O 'bacana' que põe a mulher num carro e lá vai,com motorista particular se tratar com os médicos de Sorocaba,São Paulo.
    Esse é o cara,eleitor do Serra!
    Os pés duros que precisam de hospital maternidade vão na conversa do 'bacana' e pensam que são iguais.!Pensam que terão poder ao seguirem o voto do 'bacana'.O povinho de pés no chão um dia vai acordar prá realidade.
    Pobre povo do interior de São Paulo que não se enxerga!

  4. Anonymous

    3 de novembro de 2010 - 11:06 - 11:06
    Reply

    Marabá é realmente uma cidade que tem um estranho eleitorado,foi por sua importancia economica,deveria ter sido objeto de grande atenção do "governo" Ana Júlia,não foi,continua em estado de abandono principalmente :educação ,saúde e infraestrutura urbana e rural;porém,a governadora ganhou a eleição aqui nos dois turnos,vantagem pequena,mas ganhou,quando deveria sofrer derrota acachapante. O Pelé tava certo quando falou e foi criticado: não sabemos votar !! Ana Júlia,arruma um encosto por aí nos quadros do teu partido,foram quatro anos de atraso,tchaaauuuu…

  5. Anonymous

    2 de novembro de 2010 - 11:11 - 11:11
    Reply

    Pior que mesmo com a derrota ela não perde a pose, não perde o orgulho, não perde a arrogância. Adeus Ana Julia Carepa!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *