Altamira quer Belo Monte

Publicado em 10 de março de 2010

Em Altamira, o povo respira Belo Monte.

As divergências quanto aos efeitos da obra na vida de ribeirinhos e povos indígenas, são restritas aos segmentos que se dizem alvo maléfico do empreendimento.

Conversando com motoristas de taxi, motoqueiros, comerciantes, donos de pequenos estabelecimentos informais, o discurso é de apoio total ao inicio imediato da hidrelétrica.

Em diversos pontos da cidade se lê pichações condenando a barragem, mas há outras frases escritas em muros pedindo seu inicio.

Motorista de taxi conta que na semana passada “muitos estrangeiros” estiveram em Altamira “dando corda” para que o povo local de rebele contra a obra. Ele se referia a encontro organizado pelo Movimento Xingu Vivo para Sempre destinado a discutir estratégias que possam impedir a implantação da usina (ler post abaixo)

Modo geral, a população de Altamira defende Belo Monte apaixonadamente.