Alô, Ministério Público! Obra do Provenza agride moradores e destrói pavimentação

Publicado em 19 de junho de 2012

 

 

 

 

Anúncio de lançamento do Provenza Residence, edifício que começou a ser construído na Folha 32, Nova Marabá, sapecava essa preciosidade, nos meios de comunicação:

 

“Marabá ganha agora ares de modernidade  com o lançamento do arrojado projeto na Folha 32, o Provenza Residence. 2 torres com 20 pavimentos, área condominial completa com piscina com raia, salão de festas, academia e toda a infraestrutura de um prédio moderno à altura da cidade que não pára de crescer. Os  apartamentos com áreas de 120 a 151 m2 têm uma confortável sacada gourmet onde o futuro morador poderá reunir os amigos e comemorar os bons momentos acompanhados por um delicioso churrasco. Para os primeiros compradores, a construtora está com condições especiais de lançamento”.

 

 

Beleza!

Só faltou completar, em outro parágrafo, que tudo isso indicado no marketing da incorporadora está sendo construído à custa de muita agressão às leis municipais e ao código de postura, onde predominam desrespeito aos moradores e pouca importância à preservação das ruas pavimentadas do entorno.

As obras desse Provenza Residence estão pouco lixando para as ruas asfaltadas e a saúde da população, já que caçambas carregadas de terra transitam pelo local jogando poeira e destruindo o que encontram pela frente -, conforme denunciou o blog.

Já que a Prefeitura de Marabá não move uma palha para acabar com as obras que acabam com a cidade, resta alguém do Ministério Público acabar com essa falta de autoridade no município.

Algum promotor, ou promotora, se habilita a manter em pé o pouco que resta em pé, na cidade?

Foto é prova explicita da destruição que as obras do Provenza provocam na 32.