Alô, alô, Terezinha

Publicado em 11 de julho de 2007

(Abre o pano)

– Quanto você vai mandar?
– Estou vendo aqui, mas daqui a pouco defino.
– O “superior” não abre mão daquele valor…
– Sei, mas vendo o dinheiro, estando com o ‘bicho’na mão tudo se ajeita na hora.
– Tem que ser rápido senão não será julgado na próxima sessão.
– Calma, calma…

(Baixa o pano)