Hiroshi Bogéa On line

Almir, a candidatura

Desmentidos podem até pintar, seria estranho não ocorresse nas circunstancias atuais, mas a fonte merece crédito e ouviu a história da boca de pessoa que, pelo menos tempos atrás, teve sua casa num município do Sudeste freqüentada com assiduidade pelo ex-governador Almir Gabriel.


O papo ocorreu dia desses, por ocasião da recente viagem de Almir a Belém, ao solicitar da pessoa uma conversa com ele na capital.


Primeiro, o ex-governador lhe revelou o que ainda não estava público: a separação judicial definitiva dele da ex-esposa, dona Socorro.


Depois, se disse propensoa analisar commuita disposiçãoa possibilidade de disputar uma vaga ao Senado, em 2010. Pediu relato da situação política no Sudeste do Pará e como ele, Almir, ainda é avaliado pela população.


A reunião demorou mais de duas horas. Ao final, o ex-governador recomendou reservas sobre o encontro de ambos e, mais ainda, do conteúdo da conversa.

Post de 

4 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    5 de agosto de 2009 - 12:29 - 12:29
    Reply

    Obrigado, deputado Vic. Vou levar seu comentário à ribalta, com sua visão do processo político envolvendo o ex-governador Almir Gabriel.
    Abs

  2. Anonymous

    5 de agosto de 2009 - 11:20 - 11:20
    Reply

    Não acredito muito em narrativas com essa história de fonte fidedigna que não aparece. Mas, se verdade for, Almir Gabriel é nome fortíssimo para o Senado. É páreo duro prá qualquer um desses que andam se anunciando por aí. Afinal Dr. Almir é nome forte em todas as regiões por força de sua biografia e dos bons governos que fez. Sôbre a separação, ningém tem nada a ver.

  3. Anonymous

    5 de agosto de 2009 - 02:08 - 2:08
    Reply

    Caro Hiroshi.
    Resolvi dar um pulo aqui com você. No Twitter é vapt vupt.
    Não é de hoje que o Almir está solteiro. Agora, a separação é oficial.
    Quanto a uma possível candidatura ao senado, acho pouco provável. O PSDB não quer. Ele, acho que também não. Se quer, não será.
    Os tucanos sabem que não podem ficar com tudo. Esse tempo já passou.
    A chapa já terá um tucano na cabeça, que deverá ser o ex governador Simão jatene. As duas vagas para o senado serão para agregar outros partidos. O máximo que pode acontecer é o PSDB ficar com uma vaga para o senador Flexa Ribeiro tentar a sua reeleição, o que acho muito difícil. O que ouvi de tucanos emplumadíssimos é que farão de tudo para que o Flexa desista e concorra a deputado federal.
    O tempo está correndo e os tucanos não mudam, mesmo.
    Acabamos de perder um grande aliado, que é o Gerson Peres. Ele foi para os braços da governadora Ana Julia, e pelo jeito não volta.
    Mais uma vez, o fiel da balança será o PMDB do Jader. Se ficar com a governadora, será muito difícil para os tucanos. Se ficar contra, abre-se a porta da esperança. Se sair candidato ao governo, aí meu amigo, só Deus vai nos dizer lá pra frente.
    Um abraço
    Vic

  4. Anonymous

    4 de agosto de 2009 - 23:34 - 23:34
    Reply

    Pelo amor de Deus!
    O Almir vai casar outra vez, o melhor pra ele pra nós é ele voltar pra Bertioga e ficar em lua de mel eternas.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *