Almas belas

Publicado em 10 de novembro de 2006

Extraio da página “Política & Desenvolvimento” publicada toda sexta-feira no Correio do Tocantins, sob responsabilidade do meu guru Ademir Braz:

Escritor, jornalista e membro da Academia Paraense de Letras, o cametaense Salomão Larêdo doou dois exemplares de sua longa produção literária para a biblioteca e arquivo público da Fundação Casa da Cultura de Marabá. Com isso, ele atende a um pedido do prof. Noé Atzingen, presidente da fundação.“Pelo apreço e admiração que tenho a você, seu trabalho, ao seu pessoal, ao meu amigo e colega Ademir Braz, e pelo carinho que tenho ao povo de Marabá, faço a oferta com a alegria pelo interesse demonstrado e porque é um dever meu, como escritor, disponibilizar exemplares às bibliotecas para possibilitar acesso ao maior número de leitores. E como é minha missão, sei que é a sua também, a de Ademir e de muitos outros, promover o livro e a leitura, formando leitor crítico para ver se algum dia conseguimos diminuir as desigualdades, conseguindo também a justiça e a melhor distribuição da renda nessa mudança da sociedade para melhor que todos queremos, apresso-me em responder a carta, rogando ao amigo que veja se é possível mandar apanhar os livros em meu endereço em Belém”, reitera Salomão Larêdo.

Seria tão bom se todos fizessem um pouquinho desse gesto. A Fundação Casa da Cultura de Marabá é uma das coisas belas construídas neste Pará, nos últimos 20 anos.