Hiroshi Bogéa On line

Alma de caminhoneiro

Passando pela Pa-150, próximo a Morada Nova, rumo a Belém, o poster deparou com uma placa afixada na traseira de um caminhão com placa de Recife, bem produzida, levando Brasil afora a mensagem doce de seu motorista:

“Dormir, sim, quando o silêncio dói. Mas nunca se dorme quando o amor é uma insônia. Ninguém ama de olhos fechados”.

Nunca foi visto, poeticamente, nada do gênero em traseira de caminhão.

Belíssimo!
Post de 

3 Comentários

  1. William Bayerl

    9 de abril de 2008 - 18:44 - 18:44
    Reply

    Nas poucas, mas boas viagens que faço de carro, fico procurando os paralamas dos automotores que transportam nossas riquezas pelas estradas brasileiras, contudo em vão.

    Nem aquelas velhas e irônicas frases é capaz de ser ver mais. Parece que a criatividade dos nossos caminhoneiros está ficando cada vez mais escassa ou então as sogras e os cornos, preferidos alvos, estão com a cotação em alta com os ‘motoras’.

    Felizmente nem tudo está perdido… Eis que surge uma alma viva e sensível que presenteia os locais por onde passa com tão linda declaração de amor.

  2. Cris Moreno

    9 de abril de 2008 - 00:58 - 0:58
    Reply

    Que lindo. “Só se fecha os olhos na hora de amar” !

    Beijos.

  3. Anonymous

    8 de abril de 2008 - 16:03 - 16:03
    Reply

    Que du caramba, meu!
    Ví uma vez um kombi que fazia entrega de hortifrutis no Rio que tinha nos para-lamas atrás:
    “NAVEGAR É PRECISO , VIVER!” , com vírgulas a Caetano e tudo , parei o cara e acabamos bebendo umas cervejas conversando sobre os Argonautas , Caetano , Fernando Pessoa e por aí afora.
    Abs
    Tadeu

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *