Hiroshi Bogéa On line

Alguma coisa aí, não bate

Primeiro foi o Juca Kfoury. E o mínimo dito sobre a nota publicada no blog dele, foi de que ela poderia ser uma “barrigada” (fato que não se confirma em jornalismo).

Depois veio o Ancelmo Gois, seguindo na mesma rota, sem escalas.

Repetida na edição de hoje de sua coluna de O Globo, que diz o seguinte:



Desce na Copa 2014

Natal está desbancando Florianópolis (no inverno, época da Copa, a cidade perde muito na atração turística), Goiânia (não tem hotéis e é muito perto de Brasília) e Rio Branco (Manaus será a sede amazönica).

Na visão do poster – frágil, é verdade -, esse papo de que a decisão final de escolha das sedes da Copa 14 é exclusivamente técnica, portanto, reservada ao comitê da FIFA que ainda analisa o relatório das visitas feitas recentemente no Brasil, tem duas verdades: a meia e a verdadeira.
Se não fosse assim, por que o país inteiro já sabe que as cidades do Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília são sedes garantidas muito antes dos técnicos da FIFA percorrerem seus territórios?

Não vem sendo dito, certamente segundo o interesse de quem quer que seja assim, que as cidades sedes serão conhecidas somente dia 20 de março?

O Guilherme Augusto, em sua coluna de hoje do Diário do Pará, conta outra estorinha bem interessante contada pelo governador de Manaus. É bom lê-la.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *