Hiroshi Bogéa On line

Alcochoando o poder

Instalou-se o antagonismo explítico nas indicações do segundo escalão  de Marabá.

Até agora, o governo não nomeou ninguém, a não ser cargos na penitenciária local.

A animosidade, principalmente entre os deputados João Salame (PPS) e Sebastião Miranda (PTB), colocu um freio na publicação de portarias.

Um dos entraves cerca a Coordenação Regional Carajás, da Sema.

Enquanto o deputado Sebastião Miranda tenta emplacar o fiel escudeiro Pedro Correa, ex-secretário de Saúde do município, o deputado do PPS  batalha pela indicação do advogado  Roberto Salame, seu irmão.

Post de 

5 Comentários

  1. Sergio Gonçalves

    2 de março de 2011 - 19:22 - 19:22
    Reply

    Caro Hiroshi, deixando a briga de lado entre os 2 deputados, se formos analisar dentre os nomes citados para o cargo na Sema certamente o mais competente para o cargo disparado é Pedro Corrêa. Espero que as questões políticas sejam deixadas de lado e que a coerência vença, e aliás Pedro Corrêa foi candidato a vice de João Salame na eleição passada, ao contrario de brigarem os 2 deputados deveriam se unir nessa indicação.

  2. Anonymous

    2 de março de 2011 - 09:10 - 9:10
    Reply

    Pois é Hiroshi, Tucuruí tá igualzinho Marabá. O prefeito DAQUI que nunca prestou contas do dinheiro e acabou com a átenção básica do municipio, quer indicar todo os cargos do estado, inclusicve o diretor DO HOSPITAL REGIONAL.

  3. Anonymous

    2 de março de 2011 - 03:10 - 3:10
    Reply

    Corrigiindo: Briga pela $ema.

  4. Hiroshi Bogéa

    2 de março de 2011 - 01:13 - 1:13
    Reply

    Estou desinformado, não, parceiro. O Gilson Dias é indicação do deputado Salame para a 11a Unidade Regional de Saúde. Recebi a relação das indicações enviadas ao governo pelos representantes de Marabá.

  5. Anonymous

    2 de março de 2011 - 00:44 - 0:44
    Reply

    HIROCHI você esta muito desenformado pois o dep João Salame esta lutando pra amplacar o economista e Gilson Dias e não o advogado ROBERTO SALAME

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *