Ainda há esperança

Se o presidente Lula não vetar os três artigos da Medida Provisória 458, aprovados pelos destruidores de florestas, ele será responsabilizado pela História por ter contribuído para o aniquilamento do que ainda resta de matas na Amazônia.