Águia tira sono de Parreira

Publicado em 21 de abril de 2009

Depois de ser derrotado pelo Águia Marabá-PA, por 2 a 1, na partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil, quinta-feira passada, em Belém, o Fluminense entrará em campo nesta quarta-feira, às 21h50m, no Maracanã, para disputar uma final de Copa do Mundo contra o mesmo adversário.
É desta forma que os jogadores estão encarando a partida. Uma eliminação precoce na competição desencadearia uma crise nas Laranjeiras. Sabendo disso, o técnico Carlos Alberto Parreira convocou os torcedores para apoiarem o time. Mesmo depois do protesto feito no treino de domingo. Também fez outro pedido especial:
– O torcedor precisa de paciência. O Fluminense necessita de todos os tricolores do nosso lado para conseguir a vaga. Estamos atravessando uma fase de transição. Somos um time grande e sempre teremos a pressão de ganhar. Temos que dançar conforme a música. Basta ganharmos por 1 a 0 por causa do gol que fizemos no final da partida em Belém.
O atacante Everton Santos concordou com as palavras do comandante e pediu a presença dos torcedores no Maracanã.
– Todos nós contamos com o apoio da torcida. Perdemos o jogo em Belém, mas o time já mostrou que tem qualidade. Esta foi só a primeira parte do confronto. Precisamos de atenção desde o primeiro minuto. O Águia quer aparecer para o cenário nacional e vai dar a vida nesse jogo, não podemos perder o foco.

Time escalado
O Fluminense está praticamente definido para a partida de quarta-feira, contra o Águia Marabá-PA, às 21h50m, no Maracanã, pela segunda fase da Copa do Brasil. O técnico Carlos Alberto Parreira escalou o time no treino desta segunda-feira, nas Laranjeiras, com apenas uma mudança com relação ao que trabalhou no domingo.

O volante Wellington Monteiro ganhou a vaga de Fabinho no meio-de-campo e jogará ao lado de Maurício fazendo o trabalho de proteção à defesa. Sem poder contar com os apoiadores Conca, lesionado, e Thiago Neves, suspenso, Parreira escalou Marquinho e Tartá.

Para se classificar às oitavas-de-final da competição, basta ao Fluminense vencer o Águia pelo placar mínimo. Ganhando por 2 a 1, a decisão vai para os pênaltis. E se vencer por um gol de diferença sofrendo dois, a vaga fica com os paraenses, que também jogam pelo empate.
O Fluminense treinou com a seguinte formação: Fernando Henrique; Eduardo Ratinho, Luiz Alberto, Edcarlos e João Paulo; Wellington Monteiro, Maurício, Marquinho e Tartá; Everton Santos e Fred.
Fonte: UOL