Águas agonizantes

Publicado em 22 de outubro de 2008

O Igarapé Porteira, a 10 km de Redenção, atacado por predadores em toda a sua extensão, a cada ano perde volume de água. Na imagem registrada pelo advogado Plínio Pinheiro, é latente o processo de assoreamento de suas margens, fustigadas pelo desmatamento e queimadas anuais.

Porteira é mais um igarapé que agoniza no Sul do Pará.