Agora é G-10

Publicado em 25 de março de 2008

O deputado Roberto Santos (PRB) subiu à tribuna da Assembléia Legislativa na manhã desta terça-feira para anunciar a saída de seu partido do bloco PT-PDT-PRB e sua entrada no agora G 10. Santos disse que se sentia isolado e desprestigiado no governo. Que os acordos celebrados com ele não foram cumpridos. Diante desse quadro anunciou que o PRB adotará uma postura independente nas eleições deste ano. Na AL, Roberto Santos disse que voatará daqui pra frente sempre em consonância com o G 10.

O deputado João Salame (PPS), coordenador do bloco, saudou em aparte a entrada do novo integrante e disse que o reforço faz do grupo a maior bancada da Casa, com poder de influenciar decisivamente negociações com a presidência da Assembléia, o governo e a oposição. Além de fortalecer sua posição junto a sociedade.

Na prática o surgimento do G 10 mexe com as estruturas de poder. Com os oito deputados do PSDB, os deputados Arnaldo Jordy (PPS), Gabriel Guerreiro (PV), Deley Santos (PV) e Cásio Andrade (PSB), caso se unam numa postura de oposição, representam maioria na Casa. Isso significa que o G 10 torna-se o ponto de equilíbrio no jogo de poder na Assembléia.

Construído de maneira inteligente, por isso mesmo se fortalecendo, o grupo foi idéia marabaense. Mais precisamente do deputado João Salame, não por acaso escolhido como coordenador do grupo. Que, claro, vai colher cada vez mais os frutos de sua iniciativa.