Hiroshi Bogéa On line

Agora é G-10

O deputado Roberto Santos (PRB) subiu à tribuna da Assembléia Legislativa na manhã desta terça-feira para anunciar a saída de seu partido do bloco PT-PDT-PRB e sua entrada no agora G 10. Santos disse que se sentia isolado e desprestigiado no governo. Que os acordos celebrados com ele não foram cumpridos. Diante desse quadro anunciou que o PRB adotará uma postura independente nas eleições deste ano. Na AL, Roberto Santos disse que voatará daqui pra frente sempre em consonância com o G 10.

O deputado João Salame (PPS), coordenador do bloco, saudou em aparte a entrada do novo integrante e disse que o reforço faz do grupo a maior bancada da Casa, com poder de influenciar decisivamente negociações com a presidência da Assembléia, o governo e a oposição. Além de fortalecer sua posição junto a sociedade.

Na prática o surgimento do G 10 mexe com as estruturas de poder. Com os oito deputados do PSDB, os deputados Arnaldo Jordy (PPS), Gabriel Guerreiro (PV), Deley Santos (PV) e Cásio Andrade (PSB), caso se unam numa postura de oposição, representam maioria na Casa. Isso significa que o G 10 torna-se o ponto de equilíbrio no jogo de poder na Assembléia.

Construído de maneira inteligente, por isso mesmo se fortalecendo, o grupo foi idéia marabaense. Mais precisamente do deputado João Salame, não por acaso escolhido como coordenador do grupo. Que, claro, vai colher cada vez mais os frutos de sua iniciativa.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    26 de março de 2008 - 02:00 - 2:00
    Reply

    Os cães ladram, a carruagem passa!Viva o G 10. Parabéns deputado João Salame, que, com inteligência, saiu do isolamento para uma posição de força.

  2. Anonymous

    25 de março de 2008 - 21:24 - 21:24
    Reply

    G-10 nos Blogues

    Blog do Barata

    ALEPA – Pastor adere e amplia a bancada do fisiologismo

    O pastor Roberto Santos, que é também deputado estadual pelo PRB, o Partido Republicano Brasileiro, é a mais nova aquisição da bancada do fisiologismo da Assembléia Legislativa do Pará, que começou como G-8 e torna-se, a partir desta terça-feira, 25, o G-10. O G-10 vem a ser constituído por parlamentares da chamada “oposição responsável”, eufemismo para designar deputados oposicionistas para consumo externo, mas que não abrem mão das benesses do governo.
    Os deputados que compõem o agora G-10 costumam negociar pontualmente as concessões do governo, em troca do apoio político a este. Esses parlamentares são de perfil eminentemente fisiológico e compõe, hoje, a maior bancada da Assembléia Legislativa do Pará, no que é designado como turma da boquinha.

    Quinta Emenda

    O Ponto de Gräfenberg

    Tocou, cresceu.
    Assim se comporta o Ponto G, adorável sítio anatômico feminino, com todo o respeito.
    Segue similar o grupo de deputados que aposta num bloco transpartidário como alternativa, ou suplemento, como queiram, à governabilidade no legislativo paroara.
    Não demora muito e o G-10 anunciado hoje pelo blog do Hiroshi deve, digamos, intumescer mais um pouco. Mas já é um sucesso.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *