Hiroshi Bogéa On line

Acidentes com motoqueiros repercutem nas redes sociais

 

O crescente número de acidentes de motos em Marabá, colocando em permanente estado de risco o trânsito da cidade, já está sendo alvo de repercussão nas redes sociais.

Na manhã desta segunda-feira, o assunto está merecendo a atenção  de muita gente, com posts citando a morte da jovem  Juliany Santos Vai na Paz, mais uma a ocupar as estatísticas de vítimas do trânsito.

Izabela Freitas é uma das que se manifestaram no Facebook, citando o número exagerado de motoqueiros vitimados:

 

Acordei totalmente intrigada com o que vem acontecendo em Marabá, muitos acidentes de moto, vitimas fatais, vitimas com sequelas gravissimas e a maioria são jovens. Triste realidade, imprudência, desrespeito com o ser humano.. No trânsito ninguém respeita ninguém, nem nós mesmos nos respeitamos por trafegar sem o equipamento de proteção e é onde acontece os acidentes mais graves. Infelizmente nesse fim de semana perdemos mais uma jovem. Os amigos, familiares, colegas estão tristes. Mas Deus dará conforto. 
Post de 

2 Comentários

  1. apinajé

    5 de novembro de 2013 - 09:51 - 9:51
    Reply

    o que falta?falta responsabilidade ao cidadão.
    há muito tempo “deixamos”de lado nossas responsabilidades para transferi-las ao poder público,este por sua vez,como um pai que não dar atenção ao filho.enche-o de presentes,esquecendo de impor-lhe limites,criando leis benevolentes,que só beneficiam o infrator.do jeito que a coisa vai a tendencia é piorar,respeito e prudencia no trânsito é o mínimo que se deve fazer para atenuar essa situação.enquanto a consciência não chegar,outras tragédias virão.
    um abraço

  2. Leonardo Soares

    4 de novembro de 2013 - 14:45 - 14:45
    Reply

    Realidade triste e verdadeira. Neste último sábado, estava num barzinho, ao meu lado, um grupo de jovens bebiam euforicamente, minutos depois, um dos jovens sobe em sua moto, sem capacete, empina a moto, como se fosse um cavalo e sai disparado… por questão de segundos, ouvimos um barulho, ao olhar em volta vimos aquele mesmo jovem que em menos de um minuto, estava ao meu lado, já estava morto! Colidiu de frente com uma VAN e teve morte instantânea.

    Desde então, ficou uma sensação horrível e me perguntei: de quem era a culpa? Do próprio jovem que estava bebendo, e saiu sem capacete? Ou do motorista da VAN? Ou das autoridades que não fiscalizam o transito? Ou dos próprios familiares que permitem que seus filhos abusem de bebidas alcoólicas e saiam sem o devido cuidado?

    Acredito que um pouco de tudo, o que estamos vendo é uma sociedade entregue as drogas, jovens tendo suas vidas ceifadas diariamente. Quando digo drogas, não é maconha, cocaína, crack , é o maldito ÁLCOOL mesmo. A droga mais barata e popular do mundo.

    A família está corrompida, pais de família que ao chegar o final de semana, enche suas geladeiras de cerveja e bebem como esponjas, as crianças vendo esse cenário, não terão outra opção a não ser imitar o seu pai.

    É preciso rever nossos conceitos do que realmente são as drogas… mais do que nunca, pessoas estão morrendo diariamente por causa da bebida e nada se faz.

    Basta ver as segunda-feiras os empregados não produzem como deveriam,pois estão doentes de tanto que enjeriram álcool no final de semana.

    Sem dúvida, beber um a cerveja nesse clima hiper quente é mais que refrescante é prazeroso, mas o limite tem que ser ponderado. Mas as pessoas parecem que estão desesperadas, pois precisam beber, beber, beber, até não aguentarem mais! Parece que precisam esquecer seus problemas pessoais, de família, do emprego através da bebida!

    As autoridades, a prefeitura tem sua grande parcela de culpa sim!

    Bares, botecos deveriam ter hora para abrir e hora pra fechar. Não se pode permitir que bares fiquem aberto após as 22 horas, tem que ter toque de recolher sim! Não se pode beber com crianças sentadas ao lados dos pais vendo tudo como se fosse normal. No dia que existir um prefeito, uma policia, um ministério publico que implante essa norma na cidade, sem duvida, o resultado será fantástico.

    E que não venha os donos de botecos dizerem que estão contribuindo com emprego, pq não contribuem com absolutamente em nada.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *