Acessos que ligam Transamazônica com a BR-155 serão iniciados em breve

Publicado em 21 de novembro de 2014

 

 

Serão iniciadas nos próximos meses a construção das vias que no futuro ligarão, em vários acessos, a Rodovia Transamazônica com a BR-150 (rodovia para Parauapebas), na área do quadrilátero entre a Zoobotânica e a Transamazônica. A primeira etapa dessa grande intervenção rodoviária, que deverá trazer mais desenvolvimento para aquela região, será um primeiro acesso na Transamazônica, com 1.100 metros, até o novo campus das Faculdades Metropolitanas de Marabá, que deverá estar concluído até meados de 2015. Um segundo trecho, com cerca de aproximadamente 1.200 metros, será construído também em 2015, partindo da BR 150, conectando de forma definitiva as duas rodovias.

A construção dos acessos melhorará o acesso na região do Ipiranga Residencial, em particular para seus moradores, que passarão a contar com acesso também para a Transamazônica, bem como estar muito perto de todos os bens e serviços que certamente se instalarão no entorno do Campus da Faculdade Metropolitana e do Grupo Futuro Educacional (ainda sem data de inauguração prevista), como restaurantes e bares, postos, serviços bancários, comércio em geral, dentre outros.

O Ipiranga Residencial, empreendimento localizado exatamente naquela região, que se constitui hoje em uma das regiões que mais crescem e se valorizam em Marabá, foi todo concebido com a proposta de gerar qualidade de vida, preservar o meio ambiente e levar desenvolvimento sustentável para seu entorno.

“As obras de infraestrutura, como o novo acesso ligando o empreendimento à Rodovia Transamazônica, recebeu todas as licenças pertinentes, como Licença Prévia de Instalação, emitida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Marabá (SEMMA), dentro outras”, explica Fernando Rabay, engenheiro responsável pelas obras de construção dos acessos. Segundo ele, o cronograma de trabalho prevê que a parte de terraplenagem e instalação de toda infra estrutura, como sistema de drenagem e rede de iluminação, deva estar pronta até maio, quando a área receberá a camada asfáltica, estando o primeiro acesso para a Transamazônica totalmente concluído até Junho 2015.

“Trata-se de uma obra bastante importante para o melhor fluxo viário não só daquela região, mas também para toda a cidade, tendo em vista que esta região já se constitui no principal eixo de desenvolvimento de Marabá”, afirma Rabay. “Além de beneficiar um grande número de pessoas de Marabá e de cidades da região, os acessos para a Transamazônica e para a BR 150 valorizarão ainda mais os terrenos e as construções do Ipiranga Residencial, por propiciar novos acessos e por si só levar à instalação de novos empreendimentos imobiliários e comerciais.”