Abusando da boa fé

Publicado em 13 de abril de 2011

 

É moda, nas câmaras municipais do Sul do Pará, numa sequencia previsível, a convocação de lideranças comunitárias para a “discussão da criação do Estado de Carajás”.

Como a maioria dos vereadores não tem mesmo nada a fazer, cai como luva explorar o tema E a boa fé de populares incautos, seduzidos pelos  encantadores de serpentes.

A fórmula é eficiente porque a divisão do estado virou bandeira de consagração.

Quase todo final de semana, um desses gabirus travestidos de autoridade municipal “convoca o povo” para debater o assunto.

Preferencialmente, levando à tiracolo deputados estadual e  federal.

Seguindo a máxima segundo a qual o hábito do uso do cachimbo é que entorta a boca, nesse final de semana próximo haverá mais uma dessas reuniões oportunistas, agora em Xinguara. 

O que tem de pilantra atrás dessa galinha dos ovos de ouro…