Hiroshi Bogéa On line

Abindo a caixa preta

O prefeito de Redenção, JPC, entrou em pânico ao tomar conhecimento da aprovação pela Câmara Municipal de requerimento solicitando o envio dos extratos bancários do suspeitíssimo IPMR – Instituto de Previdência Municipal. Tido e havido como esgoto fedorento da biruta gestão do prefeito peemedebista, o IPMR seria uma ilha de irregularidades por onde trafegam lances bandalhos de um Caixa 2 fora de controle do próprio prefeito.
Com um saldo superior a R$ 12 milhões, a conta do instituto previdenciário aiçou a fome de vereadores da base aliada de JPC, os verdadeiros responsáveis pelos votos dados à aprovação do requerimento – dizem que insatisfeitos por estarem fora da festa do confeitado bolo desproporcionalmente “cortado”.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    26 de novembro de 2007 - 13:09 - 13:09
    Reply

    Aqui em Parauapebas não tem a minha possibilidade de se pedir quebra de sigilo bancário de ninguém. Imagina (rs). Ia todo mundo preso!

    Lá na Bahia a máfia do TCE caiu, esperamos que a do Pará caia logo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *