Hiroshi Bogéa On line

A voz de Adriano

Oportuna entrevista de Adriano a jornalistas setoristas repõe a verdade.

Pelo menos, dá pra sentir que o atleta imprime sinceridade no que disse à imprensa sobre os últimos problemas envolvendo ele, a namorado e a bebida.

A seguir, resumo da entrevista publicado no UOL, para todos os flamenguistas e torcedores brasileiros que torcem pelo Adriano:

Bebida
“É normal tomar cerveja. Só falam por ser o Adriano e acabam aumentado. Como sou da favela, dizem isso. As pessoas colocam no jornal e esquecem que tenho família. Se eu bebesse tanto como falam, não conseguiria jogar.”
Drogas
“Minha mãe vai a algum jogo do Flamengo ou mercado e dizem que seu filho é drogado. Meu filho sai e dizem que o pai é drogado. Antes de colocaram as coisas no jornal, precisam saber o que aconteceu.”

Joana Machado
“Quem nunca brigou com uma mulher? O carinho dela me fortalece. Disseram que eu pedi para acorrentá-la (aos traficantes no baile funk). O problema foi que ela ficou nervosa, pois não cheguei na hora marcada. Ela me empurrou e discutiu com o Bruno. Ela gosta de mim.”

Mundial 2010
“O Dunga me conhece bem e está passando confiança. O Jorginho (auxiliar técnico da seleção) conversou comigo (na praia, na última quinta-feira) e disse que está comigo. Não tem esse oba-oba de ficar fora da Copa do Mundo. As pessoas sabem do que sou capaz e muitas querem o meu bem. Tudo isso me deu ainda mais motivação.”

Abandono da carreira
“Nada disso. Este episódio me deu ainda mais força. Você precisa cair para aprender a se levantar. Acaba ficando malandro para isso não acontecer mais. Nunca pensei em desistir (conforme o seu empresário, Gilmar Rinaldi, confirmou ao UOL Esporte). Eu iria decepcionar a minha família.”

Peso
“Falaram que eu estava com 106 quilos, mas estou com 101. Meu peso ideal é 99. Estou falando a verdade e as pessoas inventam muitas coisas.”

Conversa com Patrícia Amorim
“Tive com ela. A presidente quis saber qual era a verdade, pois tinham muitas notícias na imprensa. A diretoria do Flamengo disse que está comigo.”

Motivo do silêncio
“Para que eu vou falar se já sabem tudo de mim? Ano passado estava vindo com frequência, mas começaram a falar muitas coisas e acabei parando de dar entrevistas.”
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *