Hiroshi Bogéa On line
Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    28 de fevereiro de 2009 - 19:00 - 19:00
    Reply

    Essa cambada nunca será produtora rural, aqui em nossa região (Sudeste do Pará) nada se produz nos chamados assentamentos, que sobrevivem recebendo as cestas básicas do governo.
    Eu pergunto, qual a produção que vem da antiga fazenda pastoriza, da fazenda Bamerindus e de outras desapropiadas na região.
    O que falta é a policia descer o cacete nessa cambada de desordeiros que vivem fechando estradas e prejudicando quem trabalha e produz.

  2. Val-André Mutran

    28 de fevereiro de 2009 - 00:04 - 0:04
    Reply

    É justo. Mas, quando o MST, que tem assento garantido nas discuções se quer insistir nesse tipo de ação que pertuba toda a sociedade?
    Quando será que terão juízo e colocarem-se dentro do que é legal? Empreender outras formas de pressão?
    Por que não?
    Ou é mais fácil apelar?
    Criticam, mas, esqueçem, voluntariosamente que são também, futuros produtores rurais?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *