Hiroshi Bogéa On line

A “mala” de Altamira

 

Manjando bem o caso dos atos secretos, nepotismo e salários exorbitantes na Assembleia Legislativa do Pará, é possível mesmo imaginar o ex-deputado Domingos Juvenil (PMDB) isento da carnificina moral extraída do episódio?

Publicada com clareza na edição de domingo de O Liberal, chama atenção, à riqueza de informações fornecida,  qualquer  improvável possibilidade do ex-presidente da Casa estar fora do esquema.

Quem conhece Domingos Juvenil, e o povo de Altamira canta e prosa em cima desse fato, costuma dizer que ele “dá nó em pingo d´água”.

Outra expressão  ouvida de populares, quando o poster esteve pela última vez naquele município, retrata bem a imagem que a comunidade faz dele:

 – O Juvenil? …, rum!, é ´mala´!.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *