A indecência de fixar apenas dois locais para imunização da população de Marabá

Publicado em 29 de junho de 2021

O que ocorreu no sábado e domingo últimos , em Marabá, foi a antítese da intenção de realmente desejar atingir ao máximo  o número de pessoas vacinadas na cidade.

Como já tinha ocorrido na semana anterior, somente os Núcleos Populacionais  da Nova Marabá e Cidade Nova tiveram  locais de vacinação.

Outra vez deixaram as populações de Morada Nova e São Félix, do outro lado do rio Tocantins, à própria sorte.

Com a agravante do universo de pessoas com idade acima de 35 anos ser bem maior do que públicos alvos anteriores.

Nem é preciso lembrar ao Governo do Estado e à Prefeitura de Marabá de que a maior parte das populações dos bairros localizados do outro lado do rio está inserida naquela camada de menor poder aquisitivo, o que gera preocupação e aflição às pessoas que necessitam se vacinar na faixa etária  agendada.

O que fizeram com a comunidade daqueles dois bairros foi uma barbaridade.

O blogueiro ouviu de muitas pessoas lamentações de todos os tipos, todas citando as dificuldades atuais para se conseguir emprego, prover a manutenção diária do lar e obstáculos  comuns ao cenário de pandemia.

Ou seja, ao invés de criar facilitações para estimular a ida da comunidade ao centro de vacinação, barrou-se o bom senso, indicando apenas dois pontos para uma cidade que tem quase 300 mil habitantes, e agora vivendo o tão sonhado momento de vacinar quem tem menos de 40a anos – uma população bem maior.

Quem tem  condução própria, não terá dificuldade em chegar ao local da vacinação. Pega o carro ou a moto e segue, percorre quilômetros de distância, caso precise.

Mas quem acorda pensando em completar o valor do botijão de gás que faltou na casa, que conta o dinheiro e não dá para adquirir meio quilo de carne para fazer o almoço e a janta, não pensará duas vezes em desistir da vacinação.

Afinal, para se deslocar de Morada Nova e São Félix para o outro lado do rio Tocantins, no caso o centro de Marabá, precisa ter no bolso, por baixo, R$ 10,00.

E, como no caso de algumas reclamações chegadas até o blogueiro, quando  a família tem pelo menos três pessoas inseridas na faixa etária inferior a 40 anos,  a despesa com transporte coletivo não é inferior a 30,00.

É muita grana em tempos de pandemia, em tempos de total abandono da população e desleixo por parte das autoridades.

O que se decidiu, disponibilizando apenas dois locais para vacinação em Marabá, é de uma indecência sem tamanho.

Desrespeito, desprezo, insensibilidade total de quem administra a cidade.

É preciso mudar esse modelo logístico, ampliando pelo menos mais um ponto de vacinação para o outro lado do rio.