Hiroshi Bogéa On line

A hora é de avançar, sem recuos. Ou Marabá passará mais quatro anos aumentando seus bolsões de miséria

 

 

Além da folha do mês de abril quitada dia 30 último, que totalizou quase R$  12.814.000,00 -, a prefeitura desembolsou mais de R$ 3 milhões em quitação de salários e Vale/Visa,  deixados em aberto pelo ex-prefeito Maurino Magalhães.

Soma-se aos valores acima, a quantia de R$  1.218. 349,00 que o município pagou de Vale-Visa do mês de abril, além de  R$ 76.220,00, de VT Card.

A prefeitura de Marabá necessita ter uma sobra de pelo menos R$ 3 milhões mensais, para investimentos.

É essa grana que seria destinada a melhorias, nas  áreas de saúde e infraestrutura, como pavimentação de ruas e outros bogodós do gênero.

No embalo que segue, a sobra que está sendo registrada não passa de R$ 200 mil.

Com a agravante de que a folha dos servidores superou o índice de 56%, bem acima do limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

A busca incessante pela queda da folha para algo em torno de 46%, é a meta da atual administração.

Essa a razão da lavra de demissões – e da extinção de alguns privilégios -, a ser sacramentada, na próxima semana, determinada pelo prefeito.

Prefeito comprometido com as contas públicas, não deve apenas se preocupar em cumprir as exigências da tal  Lei de Responsabilidade Fiscal.

Mesmo que contrarie interesses corporativistas, o prefeito deve se esforçar para obrigar o município a organizar as suas contas de forma que sempre sobre alguma coisa para ser transferido ao benefício púbico.

Aumentar o grau de eficiência administrava, desagradando minorias, essa é a tonalidade básica de quem quer ser reconhecido pela população.

A  comunidade vem exigindo, a bom tempo,   o mínimo de atendimento na área de saúde, ruas pavimentadas, coleta de lixo funcionando a contento, transporte público civilizado, além de outros benefícios não menos prioritários.

Para que isso seja feito, é preciso que haja dinheiro disponível.

E, na atual estrutura administrativa que se formatou para destinar quase 60% de seu orçamento  ao pagamento de servidores, nenhum daqueles benefícios será alcançado. Porque não sobra dinheiro, não há disponibilidade de caixa.

Muda tudo, ou a população continuará a viver na miséria urbana que assola o município nos últimos anos.

Enquanto existir a concepção de que a prioridade é a proteção de guetos dentro da estrutura administrativa da prefeitura de Marabá, nenhum prefeito conseguirá garantir o  desenvolvimento social e econômico do município.

O número de pessoas miseráveis na cidade continuará crescendo.

Para que a população tenha noção do que foi pago, dia 30, de folha e obrigações outras comprometidas pelo prefeito em negociações com os sindicatos da classe, o blog  publica o resumo abaixo, obtido no início desta noite,  junto a Secretaria de Finanças:

 

Folha de abril – R$ 12.813.107,40

Do total, pagamento de salários  de servidores da Saúde: R$ 2.778.446,83

Educação: R$ 7.355.876,05

Demais Secretarias: R$  2.678.784,52

 

Parcelamento de folhas deixadas atrasadas pelo ex-prefeito:  R$ 2.706.181,64

Do total, Educação levou R$ 1.652.531,41

Demais: R# 1.053.650,23

 

Pagamento Visa Vale/ Abril:  R$ 1.218.349,60

Desse total, Educação abocanhou R$  610.786,80

Saúde: R$ 288.225,60

Outras Secretarias: R$ 319.337,20

 

Parcelamento Visa/Vale (atrasados):  R$ 392.138,22

Do total, Educação levou R$ 156.872,94

Saúde: R$ 103.351,52

Outras Secretarias: R$  131.913,76

 

VT Card: R$ 76.220,00

Post de 

19 Comentários

  1. Cristiane

    8 de maio de 2013 - 13:22 - 13:22
    Reply

    Senhor Hiroshi, esses iluminados são professores que fizeram um concurso e passaram quando o Edital permitia esse valor salarial, não sou iluminada mas compreendo e não concordo com essa diferença salarial. Mas a partir do momento que se diminui as gratificações novos grupos de iluminados irão surgir, pois foi isso que aconteceu na gestão Tião Miranda, quando ele fez essa mudança salarial. Eu por exemplo entrei como concursada em agosto de 2003 e não pude ser iluminada por uma questão de 6 meses. Sendo assim não é privilegio de uma minoria mais sim direito. Agora a Educação de Marabá já obteve grandes avanços nos últimos anos, mas claro que não são os ideais e muito menos os desejados. Diante disso quero reforçar que os resultados só poderão ser mostrados com índices maiores a médio e longo prazo já que estamos falando em mudanças e lidando com seres humanos. Hoje os professores já tem a oportunidade de sentar em grupo discutir e traçar metas para que objetivos sejam alcançados. E essa melhoria na Educação não irá ocorrer com cortes salariais mas sim com investimentos e apoio aos espaços físicos que atendem esses alunos e as condições de trabalho com que professores e alunos que são o nosso principal foco tem que lidar no dia a dia.
    Utópico mais interessante seria se o Prefeito, o Secretário, alguns vereadores e até mesmo o senhor passarem uma semana no turno vespertino cada um com uma disciplina ou turma do fundamental I de qualquer escola publica de nossa cidade de 13 horas e 30 minuto até as 18 horas. Teria que ser por uma semana pra que os alunos não achassem interessante vocês como novatos, então eles teriam que se acostumar, e tem mais o planejamento seguido seria o do professor regente. Ai duvido que o senhor usasse a palavra “ANOMALIA”. E só então iriam responder a tudo que é pontuado nos comentários, sem ficar atacando a categoria, já que o município não se reduz a EDUCAÇÃO.
    Gostaria que nenhum dos respondesse dizendo que seria impossível já que não é essa a qualificação de vocês, isso seria apenas para ver na integra o que é ser professor e o que é uma sala de aula em Marabá. E para terminar me chamo mesmo Cristiane .

  2. Cristiane

    8 de maio de 2013 - 01:40 - 1:40
    Reply

    É muito engraçado quando o senhor diz que a educação abocanhou parte do dinheiro. A Educação como o senhor sendo um bom jornalista sabe tem recurso próprio, e esse é o principal motivo de tanta briga já que essa secretaria é o lugar onde o dinheiro existe e é muito. Esses valores foram conquistados depois de muitas lutas. Dizem que é injusto um mestre receber 100% e um autentico Doutor 150%, na rede se não me engano tem em torno de 5 ou 7 mestres CONCURSADOS e nenhum doutor. Mais enquanto isso ninguém fala sobre as porcentagens garantidas paras os engravatados que fizeram o curso de direito e nem Doutores são, mas perante a sociedade esses sim são doutores ( Procuradores), muitas vezes estudaram menos que aquele professor que tá lá na sala de aula com 45, 50 meninos em uma sala quente e apertada, que quando muito tem é um ventilador barulhento que compete o tempo todo com você e para que você consiga explicar o conteúdo precisa desligar. Realmente os valores apresentados na folha não conseguirão diminuir se o Prefeito não der um basta neste exorbitante número de contratados. A Secretaria de Educação parece realmente com o que muitos vem chamando “cabide de empregos”, e olha que lá sempre foi um lugar de muitos funcionários, mais agora chega a ser imoral. E porque nunca se fala em fechar essas secretárias que foram criadas no governo passado e não tem a menor utilidade ( a não ser empregar o irmão do primo do cachorro do papagaio do vizinho do vereador A, B ou C) e muito menos em diminuir o salário dos secretários, acabar com esse tanto de cargos de confiança onde as pessoas só ficam recebendo sem fazer nada, até mesmo porque não tem o que fazer já que são pessoas desnecessárias. Quantos incompetentes estão por ai e só ficam desfilando nos espaços públicos porque não sabem nem ao menos recibar um documento. E sempre que se fala em cortes só se fala da Educação. Gostaria que o senhor respondesse o meu comentário.

    • Hiroshi Bogéa

      8 de maio de 2013 - 10:27 - 10:27
      Reply

      “Cristiane”, ou a pessoa que usa o pseudônimo por vergonha de se mostrar: compreendo perfeitamente tua preocupação em vir aqui defender a corporação. A única resposta que te dou: é preciso acabar com essa anomalia de pagamento de valores altíssimos a esses tais de “iluminados”, que de iluminados, nada oferecem à qualidade do ensino público. O município tem que acabar, de vez, com esses privilégios, e o blog está nessa luta por entendê-la de alto interesse público. Cada veza mais é necessário acabar com essas castas que se formam na área educacional.

  3. Febeapá Tocantino

    7 de maio de 2013 - 17:56 - 17:56
    Reply

    Hiroshi, lendo o texto desse moço chamado Jonatas Sousa… Que sintaxe! Que estilo! Um comentário desses só corrobora o argumento em defesa da educação – rsrsrsrs! Putz, a juventude está fodida! Salva-nos, quem, caro HB?

  4. Func.HMM

    7 de maio de 2013 - 14:28 - 14:28
    Reply

    Hiroshi,o prefeito irá demitir mais ou menos 500 servidores contratados para que o gasto com a folha de pagamento diminua,porém demitir MERENDEIRAS e GARIS,ísso é fácil.
    A vardadeira demostração de redução de gastos seria cortar na própria carne como por exemplo:A extinçao do cago de SECRETÁRIO ADJUNTO,com salários são de 7mil reais,diminuir os CARGOS COMISSIONADOS,FUNDIR ou EXTINGUIR SECRETÁRIAS que o Maurino inventou para servirem de cabide de emprego.Demitir quem é assaláriado e cortar horas extras de quem realmente trabalha complica ainda mais a vida dos mais pobres,o que é que estar acontecendo com o prefeito JS?,Nós não esperávamos esse tipo de situação em seu governo…!

  5. julio wanzeller

    7 de maio de 2013 - 13:36 - 13:36
    Reply

    Aproveitando o momento de “justificativas de gastos”, gostaria de sugerir ao Hiroshi, matéria sobre a utilidade ou inutilidade da GUARDA MUNICIPAL!!!!, uma das criações do nada criativo(a não ser para interesses próprios), Maurino Magalhães, nome que infelizmente será por muito lembrado, como um câncer extirpado de nossa política. Há meses venho observando, e o enorme gasto para isso não justifica. Pra que servem??? O que fazem de útil???Porque não acabar e aproveitar esse pessoal em atividades relevantes à população??? Porque a medida é impopular, sr. Prefeito??? Enfim, vamos esperar que me convençam desse inutilidade. Vamos nessa Hiroshi, tem outras sugestões de como devemos diminuir gastros. O João merece nosso apoio, por isso vamos mostrando a ele, as aberrações deixadas por àquele …..inútil.

  6. Jonatas Sousa

    7 de maio de 2013 - 10:39 - 10:39
    Reply

    QUANDO SE FALA EM EDUCAÇÃO,MUITOS VER COMO UM COMITÊ,COFRE,PRÉ CAMPANHA,DESPESA,MÁS NÃO ENCHERGA QUE EDUCAÇÃO É UM DIREITO DO CIDADÃO BRASILEIRO!
    DIZER QUE A EDUCAÇÃO GASTA MUITO,GASTA SIM!
    MÁS COMO JÁ FOI DITO A EDUCAÇÃO É “SUSTENTADA” PELO GOVERNO FEDERAL ATRAVÉS DE FUNDOS FEDERAIS E PROGRAMAS DE GOVERNO,NÃO PODEMOS AFIRMAR QUE MARABÁ GASTA MUUUITO DINHEIRO EM EDUCAÇÃO,QUE NÃO GASTA NÃO! TUDO VEM DE DO DF!
    AGORA SERIA INTERESSANTE QUE SECRETÁRIAS FOSSEM EXONERADAS SIM,E TAMBÉM ALGUNS CARGOS QUE NÃO SOMAM EM NADA! E PARAR DE USAR SUAS SECRETÁRIAS COMO AMBIENTE ELEITORAL! SOU DO PT!
    ESTOU ATÉ AGORA ESPERANDO O JOÃO CRIAR PELO MENOS UMA CORDENAÇÃO DE JUVENTUDE NO MUNICIPIO PARA CAPITALIZAR-MOS RECURSOS DA SEC.NACIONAL DE JUVENTUDE EM BRASILIA,ASSINOU O PACTO PELA JUVENTUDE!MÁS ATÉ AGORA SÃO CONTRADIÇÕES E MAIS CONTRADIÇÕES,GRAÇAS A JPT DE MARABÁ QUE CONSEGUIMOS ALCANÇAR A JUVENTUDE MARABAENSE.25% DA JUVENTUDE MARABAENSE VOTARAM NO JOÃO ATRAVÉS DO NOSSO TRABALHO.
    O HIROSHI SABE DISSO!
    EU ATÉ AGORA GANHO UM SALÁRIO MINIMO NA UAB.E CONTINUO FAZENDO O MEU TRABALHO NA SOCIEDADE,ATÉ POR QUE NÃO LUTEI PRO NOSSO PROJETO NÃO FOI PRA ENRICAR,SIM PRA TRABALHAR PELA NOSSA JUVENTUDE.
    FICO MUITO TRISTE QND VEJO PORTARIA DE NIVEL III PRA GENTE DESPOLITIZADA,SEM NENHUMA FORMAÇÃO POLITICA,SÓ POR QUE É “AMIGO” OU ‘MOTORISTA” DE A OU B!
    MUITO TRISTE HIROSHI COM A ATUAL GESTÃO!
    HJ SÓ GANHAMOS O GOVERNO POR CAUSA DO LULA E DA DILMA,E PQ NÃO NOS RESPEITA ENQUANTO GRUPO?
    FICA O MEU DESABAFO!

  7. Goreth Valério

    5 de maio de 2013 - 00:18 - 0:18
    Reply

    Srº Karam El Hajjar

    Muito obrigado pelo esclarecimento e parabéns pela transparência mas não se esqueça que constitucionalmente o município deve gastar 25% do seu orçamento com Educação e 15% com saúde ; então se estão complementando não estão fazendo favor estão apenas cumprindo a lei. Apesar de ser filiada ao mesmo partido do secretario de educação não posso ser hipócrita e dizer que aprovo a maneira com ele vem conduzindo as coisas. Apoio a democracia e a ética e aposto no trabalho técnico baseado em dados em estudos e não acho que rompantes , bravatas e negociatas devam fazer parte de uma gestão pública. Ao contrario do que muitos pensam a Educação não é a vilã da História. O que tá errado é a política de governo que ao meu ver está se assemelhando a umas e outras que todos os servidores fazem questão de esquecer. Um ponto negativo do governo Maurino foi a criação de cargos e secretarias, que com exceção do tal secretario adjunto nem são tão desnecessárias assim ,no entanto não dá pra manter todas se quiser que sobre dinheiro para investimento , existem algumas ai que se podem lançar mão transformando-as em departamentos de secretarias indispensáveis. Não concordo que o servidor concursado pague a conta pelo que o Maurino fez e o João não quer desfazer : tirar gratificação de servidor para manter secretario adjunto, reduzir direitos para permitir indicação política em outras áreas não está correto. Eu votei no João Salame e torço para que tudo dê certo não sou nenhuma especialista mas tenho 19 anos de anos de magistério e já isso antes e acredito que o senhor também.

  8. Karam El Hajjar

    4 de maio de 2013 - 21:54 - 21:54
    Reply

    Cara Goreth,

    Permita-me acrescentar algumas informações, que julgo serem importantes a título de esclarecimento a todos os leitores deste blog.

    Realmente o crédito do Fundeb no 1º quadrimestre foi de R$ 40.267.257,78, mas se você observar bem, juntamente com os créditos realizados no dia 30/04, foi debitado o valor de R$ 850.041,26 referente a Ajuste Fundeb 2012. Desta forma, o valor líquido creditado foi de R$ 39.417.217,52. Assim, a média mensal do valor do Fundeb no 1º quadrimestre foi de R$ 9.854.304,38.

    Deste valor, no dia 30/04 estava disponível na conta do Fundeb R$ 4.380.231,88. Então, do valor realmente creditado, foram gastos R$ 35.036.985,64.

    De forma bem resumida vou relacionar abaixo as principais despesas pagas com recursos do Fundeb.

    O valor da folha de pagamento da educação que pode e que foram pagas com recursos do Fundeb no 1º quadrimestre foi a seguinte:

    Janeiro – R$ 8.154.804,27 ( valor com encargos patronais)
    Fevereiro – R$ 7.467.031,02 ( valor com encargos patronais)
    Março – R$ 9.894.954,94 ( valor com encargos patronais)
    Abril – 7.228.026,91 ( esse é o valor liquido da folha, ou seja, o valor que foi creditado na c/c de cada servidor . Falta ainda pagar o valor de 2.612.179,33 que são os valores consignados em folha (contribuição previdenciária, empréstimos bancários, Unimed, contribuição sindical, Unimed, entre outros convênios, totalizando 9.840.206,24, que somados aos encargos patronais (ipasemar e INSS) no valor aproximado de R$ 1.169.172,11 chegam ao montante de R$ 11.009.378,35

    O valor do Vale alimentação mensal juntamente com o parcelamento, totalizam R$ 2.232.348,98.
    Assim, somente o valor pago com a folha de pagamento de janeiro, fevereiro, março , abril e mais o vale alimentação totalizam 34.977.166,30.

    Não está computado nesta relação o valor pago ao PASEP mensalmente , que é de 1% de toda a receita mensal.

    É bom lembrar, que também tem os gastos com a folha de dezembro. Neste período já foi pago 6.107.196,29 referente a três parcelas da quatro negociadas em acordo. No final de Maio será pago a última parcela no valor aproximado de R$ 1.652.000,00.
    Vejam, que o recurso do Fundeb não é suficiente para cobrir os gastos com pessoal, sendo necessário usar o valor dos Recursos próprios.

    Goreth, espero que essas informações possam ajudar a esclarecer suas dúvidas e dos leitores e me coloco a disposição caso haja necessidade de algum esclarecimento adicional.
    Abraços

    Karam El Hajjar , presidente do Ipasemar

  9. jorge

    4 de maio de 2013 - 10:50 - 10:50
    Reply

    Sr. Gui, pelo que eu saiba, a Semma esta precisando e de Gente, se você não observou, a secretaria do secretáro esta nos dias de ter bebê, pelo jeito voce não percebeu que a outra esta em treinamento para substitui-la, é a 3ª pessoa voce inventou. Nossa o povo maudoso!!!

  10. Goreth Valério

    3 de maio de 2013 - 21:55 - 21:55
    Reply

    De acordo com Extrato do Banco do Brasil a Educação de Marabá recebeu do FUNDEB de 1º de janeiro a 30 de abril de abril R$ 40.267.258,78 se tá gastando R$ 7.355.876,05 por mês cadê o resto? Constitucionalmente o prefeito é obrigado a gastar 60% com pessoal docente (professor, coordenador, orientador pedagógico e diretor ) os outros 40% serve para pagar pessoal de apoio e manutenção do sistema de ensino (só para isso não pode usar pra fazer asfalto e nem pra construir posto de saúde).Ainda temos ai verba do PNAE ( Merenda) do PAR(Plano de ações Articuladas),Proinfancia , Proinfo e outros programas. Espero mesmo que o prefeito não desobeça a emenda 53 da Constituição Federal.
    E espero que este comentário você publique já que o outro vc mandou para lixeira.

  11. Silvana

    3 de maio de 2013 - 13:58 - 13:58
    Reply

    Sr Hiroshi Bogea, a educação não abocanha nada, como diz o seu texto. Nosso salário vem do governo federal. A contrapartida da prefeitura é bem pequena diante do montante do pagamento. Outra coisa, nós da educação, realmente trabalhamos em condições muitas vezes precárias, diferente de muitos comissionados colocados pelo prefeito João q não fazem nada.

  12. Anônimo

    3 de maio de 2013 - 12:57 - 12:57
    Reply

    pelo visto o maurino será o resposável pelos quatro anos de fiasco.

  13. Func.HMM

    3 de maio de 2013 - 11:22 - 11:22
    Reply

    Quero ver como vai ficar a folha de dezembro com as rescisões dos contratados,que no ano passado se não me engano foram praticamente 3 milhões de reais.Uma outra coisa que eu acho errado é contratado tirar e receber adicional de férias já que ao receber a rescisão as férias já está indenizada ou seja,tá incluida na rescisão,portanto não deveriam gozar de férias já que anualmente o contrato é renovado,que me desculpe os colegas contratados,e se eu tiver enganado que alguém que entenda de direito trabalhista que me corrija.

  14. PIAU

    3 de maio de 2013 - 10:06 - 10:06
    Reply

    Pagar salário dos servidores, é função básica, obrigação aliás, já estamos no QUINTO mes de manadato, saúde, educação,limpeza pública, recuperação de vias públicas, tudo no ZERO, aí vem servidores insatisfeitos, a maquina vai imperrar. Tudo no mesmo !!

  15. GUI

    3 de maio de 2013 - 09:46 - 9:46
    Reply

    Tem muitas secretarias ai que precisa exonerar pessoas, ontem fui na SEMMA e na ante sala do secretario tinha 3 pessoas, sendo que duas estavam sentadas na mesma cadeiras, como pode isso!!? muita gente recebendo sem fazer nada, mas na hora que o bicho pega – sobra sempre para educação – ta na hora de para com isso e entender que educação é prioridade… outra coisa que o nosso gestor precisa parar de fazer é em todo pronunciamento colocar culpa na antiga gestão, todo povo Marabaense sabe que o Maurino deixou o “buraco da camada de ozônio”, mas já estamos de saco cheio de ouvir, estar na hora de colocar as coisas pra andar, sabemos que essa prefeitura é uma bomba relógio, pois durante o período chuvoso não dá pra fazer nada, ou seja no “frigir dos ovos” um ano será igual a seis meses de trabalho, então meu nobre gestor ; vamos que vamos, tem tudo pra dá certo, o povo estar lhe apoiando, na câmera não tem oposição e pra completar a festa o Wendel do Sintep estar do seu lado. Não tem porque não fazer as coisas acontecerem…Volto a dizer : acredito no seu trabalho!

  16. anonimus

    2 de maio de 2013 - 22:35 - 22:35
    Reply

    Para mim não é espanto o prefeito num mandou matricular todo mundo. Então tem que pagar professor pra dar aula. Quem mandou não tomar chegada nas coisas.

  17. catiane

    2 de maio de 2013 - 22:14 - 22:14
    Reply

    é bom lembrar q educação tem verba própria.. q não pode ser usado para outro fim.. então pq poupar dela…??? ah e ter em média 40 alunos em uma sala fica dificil oferecer uma boa qualidade de serviço, não impossivel… mais destes 40 infelizmente poucos mais de 6 tem interrese e ajuda da familia na vida escolar.

  18. Anonimo

    2 de maio de 2013 - 20:20 - 20:20
    Reply

    O que espanta e ver a vultuosa quantia gasta com a educação e a população receber da mesma uma pessima qualidade de serviços.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *