Hiroshi Bogéa On line

A Classe Feminina Vai ao Paraíso 4

O movimento das Mulheres da Mata em Sao Geraldo gera sentimento de satisfação misturado à crença de transformações profundas da sociedade. O Pronaf-Mulher é um exemplo. Algumas de suas ações visa justamente o fortalecimento da posição feminina.
No Brasil, trabalhadoras brancas ganham 40% menos do que homens brancos. As negras, até 70% menos. Na comparação salarial cidade/campo, a desvantagem é ainda maior.
Assim como no caso dos benefícios financeiros (para quem recebe) e políticos (para o governo) do Bolsa-Família, grande parte do dinheiro do Pronaf para a área rural vai para o Nordeste –onde a verba foi multiplicada por cinco.
Na região Norte – disse Roberto Carlos, gerente do BB de Sao Geraldo -, a participação da mulher nessa linha de financiamento ainda é baixissimo. Mas vai aumentar, porque as Mulheres da Mata reagiram, foram às ruas no Dia Internacional, cantando a liberdade feminina buscada por todas. Observadas, de longe -, e admiradas -, pelos maridos orgulhosos.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *