Hiroshi Bogéa On line

A Classe Feminina Vai ao Paraíso 3

O poster viveu o Dia Internacional da Mulher ouvindo suas queixas. Elas reclamam, reivindicam, mas sonham e riem, e dizem ser felizes. Na quinta, receberam garantia do gerente do Banco do Brasil de São Geraldo da liberação da linha de financiamento do Pronaf-Mulher. Festejaram. Cantaram em passeata pelas ruas da cidade.
Acompanhando a passeata das Mulheres da Mata, dá para entender com mais profundidade o quanto Lula está sendo importante para destravar o modelo histórico concentrador. A ação de seus governos nos créditos direcionados à agricultura familiar traz à tona a participação das mulheres nos processos produtivos da agricultura familiar.
Com tendência de aceleração nos últimos anos e predominância feminina, a sindicalização no meio rural cresceu 40% entre 1999 e 2004, quase quatro vezes acima da média de todos os outros setores (11,8%).
Espremidas debaixo da pirâmide salarial brasileira, as trabalhadoras agrícolas são hoje, proporcionalmente, o principal motor da recuperação do sindicalismo no Brasil: 65% mais mulheres no campo se sindicalizaram entre 1999 e 2004.

Hoje, o país tem mais mulheres sindicalizadas na área rural do que homens, segundo levantamento do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (Cesit), da Unicamp.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    10 de março de 2007 - 02:13 - 2:13
    Reply

    Quem já sentiu sabe desse seu sentimento. Queria muito ouvir todo dia sua voz falando de doçuras da vida feminina. Pena, muita pena, não poder mais.
    As Mulheres da Mata e as da Cidade, agradecem doçuras que vem de você.
    Te sorvo, servo de Deus.
    Absorvendo seu jeito, sempre.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *