Hiroshi Bogéa On line

Cresce movimento de torcedores e telespectadores nacionais contra a Globo, em apoio ao treinador Dunga.

Blog reproduz nota do  Ooops!, do UOL:

Segundo Ooops! apurou, até dirigentes da emissora estariam divididos sobre o caso. Para alguns diretores, há o risco de, em uma eventual derrota do time brasileiro, a emissora ser responsabilizada pelo telespectador, angariando antipatia.

O motivo da disputa é o fato de Dunga ter cortado as mordomias que a Globo sempre teve em eventos esportivos. Segundo notícia exclusiva de Maurício Stycer, do UOL, a emissora havia negociado diretamente com Ricardo Teixeira, presidente da CBF, entrevistas exclusivas com jogadores da seleção, como Luis Fabiano. Dunga, no entanto, rejeitou e impediu as entrevistas.

Para piorar, durante a coletiva após a vitória sobre Costa do Marfim, Dunga xingou um repórter da SporTV.

“Acho que deveríamos começar um protesto agora chamado ‘CALA BOCA GLOBO’”, postou um internauta no You Tube. “Velho, eu estou cansado de ver pessoas sendo manipuladas pela Globo!”, postou outro. Embora alguns internautas também ataquem o treinador, uma varrição pelas respostas mostra que a maioria está do lado do treinador.

No Facebook os ataques à Globo subiram de tom. No Orkut, na comunidade “Por que a Globo não gosta de Dunga?”, de forma quase unânime os internautas atacam a emissora, o apresentador Tadeu Schmidt e o “Fantástico”, que divulgou nota criticando o técnico.

Curiosamente, uma das sugestões que a Globo teria enviado ao treinador Dunga ontem, para por fim ao conflito, seria ele dar uma entrevista “exclusiva” na qual pudesse desabafar. Até a manhã desta terça-feira o treinador não havia respondido.

Também algumas celebridades ficaram do lado do treinador. em seu twitter, o humorista Danilo Gentili, do “CQC”, postou: “O Dunga é pago pra ser vencedor da copa do mundo e não do concurso de Miss Simpatia. Parem de viadagem, vai.”

O escritor Paulo Coelho também se manifestou: “Segura a onda, Dunga. Já apanhei muito e sei: batalha fora do campo é batalha perdida”.

Outro lado

“O único movimento do qual a TV Globo faz parte é de torcida pela seleção brasileira. No mais, queremos apenas que nossos profissionais sejam tratados com o mesmo respeito com que desempenham seu trabalho.”

Esta é a resposta oficial da Globo, indagada sobre as consequências da “batalha” com o técnico da seleção brasileira. Segundo notícia exclusiva do UOL nesta terça, a emissora teria acertado diretamente com Ricardo Teixeira, presidente da CBF, que entrevistaria com exclusividade três jogadores no “Fantástico”, no último domingo. Dunga rejeitou e impediu o encontro.

Além disso, minutos após a vitória sobre a Costa do Marfim, em coletiva oficial, Dunga, aparentemente ralhando para si mesmo, xingou um repórter da Globo de “cagão”.

O repórter em questão, Alex Escobar, seria um dos incumbidos de organizar e cuidar das entrevistas “exclusivas” que não ocorreram. Por isso, era o principal profissional da emissora a bater de frente –pessoalmente–, com o técnico.

Questionada pela coluna, a emissora negou que exista uma “equipe” destinada a conter a crise, porque não há crise alguma. Nas últimas 48 horas, a Globo tem sentido na pele de que lado está o torcedor. A emissora está recebendo milhares de emails e sendo achincalhada em redes sociais por conta da briga que iniciou com o técnico Dunga.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *